Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/12481
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Disposição terrestre de sedimentos dragados da foz do rio Meriti (Baía de Guanabara, RJ): análise de metais e risco ecotoxicológico
Author(s)/Inventor(s): Nascimento, Matheus Teixeira do
Advisor: Polivanov, Helena
Co-advisor: Cesar, Ricardo Gonçalves
Abstract: A contaminação por metais e esgoto doméstico tem assolado sistemas costeiros do estado do Rio de Janeiro, incluindo a Baía de Guanabara. A dragagem destes ecossistemas é medida comum que visa à minimização de impactos oriundos da contaminação, eutrofização e assoreamento desses ambientes. O presente trabalho trata da avaliação ecotoxicológica associada à disposição terrestre de sedimentos dragados da foz do Rio Meriti (Baía de Guanabara). Para tanto, os sedimentos foram coletados no inverno (Julho/2014) e no verão (Fevereiro/2015) e misturados com Latossolo (horizonte B) nas seguintes proporções: 0, 6, 12, 18, 24 e 30%, onde 0% = Latossolo puro. As referidas misturas de solo:sedimento foram submetidas a bioensaios agudos com minhocas (Eisenia andrei). A caracterização dos sedimentos contemplou análises de pH, granulometria, condutividade elétrica e matéria orgânica (COT). As concentrações de metais (As, Zn, Cu, Pb, Ni, Cr, Cd e Hg) no sedimento foram determinadas por ICP-OES e avaliadas à luz da legislação brasileira (CONAMA 420/2009), bem como do cálculo do Índice de Geoacumulação (IGEO) e do Fator de Enriquecimento (FE). O sedimento de verão foi mais grosseiro e apresentou menor condutividade elétrica que o de inverno. Não houve grande sazonalidade entre a matéria orgânica medida no inverno (COT = 3,7%) e no verão (COT = 3,9%), e entre o pH no inverno (7,02) e no verão (6,87). Todos os metais analisados excederam os valores estipulados pelo CONAMA 420 em pelo menos uma das estações do ano, com exceção do As. As classes de IGEO apontam alto grau de poluição para o Cu, seguido do Pb, Zn e Hg, enquanto os FE’s apontam contribuição antrópica bastante significativa, com destaque para o Cu e o Hg. A avaliação ecotoxicológica revelou que o sedimento de inverno foi mais tóxico que o de verão. Isto é um provável reflexo do aumento da precipitação de metais, sais e outros agentes tóxicos para os sedimentos de fundo durante o inverno, o que está de acordo com as concentrações absolutas de metais, valores de FE e classes de IGEO determinados neste trabalho.
Keywords: Dragagem
Bioensaios
Metais
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Department : Instituto de Geociências
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: Dec-2019
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NASCIMENTO, M.T.pdf717,16 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.