Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/12790
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: A influência das mídias sociais como ferramenta de engajamento eleitoral para a juventude brasileira: o “Juntos!” no Rio de Janeiro em 2018
Author(s)/Inventor(s): Mendonça Filho, Sergio Cunha
Advisor: Serpa, Marcelo
Abstract: A participação política e os votos dos jovens até meados do ano 2000 foram muito significativos desde a constituição de 1988. A partir de 2006, porém, ela passou a ser decrescente, tendo como fatores determinantes o descontentamento com os políticos e com o sistema. A despeito da diminuição da participação desse grupo etário, a internet e as mídias sociais têm sido utilizadas pelos jovens como formas de se conectar com o cenário político, dado que tanto os candidatos aos pleitos eleitorais como os já eleitos as utilizam. Por um lado, o advento de mídias sociais contribui para que a juventude acompanhe a atuação de políticos, participe de discussões sobre o assunto e se mobilize. A espetacularização tradicional das campanhas, por outro lado, se adaptou à internet e mostrou ter grande poder de influência nas eleições, fazendo das redes sociais um palco de notícias falsas e declarações polêmicas. Muitas campanhas eleitorais hoje investem a maior parte de seus recursos na internet, seja pelo perfil do eleitor ou pela falta de espaço em mídias tradicionais. Um exemplo de candidato que apostou nas mídias sociais foi David Miranda. Defensor de grupos minoritários, filiado ao Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e sem destaque na TV, Miranda ganhou notabilidade na internet com o apoio expresso, dentre outras pessoas, de Edward Snowden, que protagonizou um escândalo de violação de privacidade online pelo governo americano. Mesmo tendo seus aspectos negativos, as mídias sociais são importantes ferramentas para conscientização acerca da participação da juventude nos processos políticos e decisórios oriundos do voto. Podem ser, também, fundamentais para a alteração nas relações de poder e, portanto, para movimentos contra-hegemônicos. São instrumentos formadores de opinião, de lutas e mobilização política, o que as tornam necessários para o estabelecimento e a manutenção das relações de poder na sociedade
Keywords: Redes sociais
Juventude
Política
Campanhas eleitorais
Midias sociais
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RELACOES PUBLICAS E PROPAGANDA
Department : Escola de Comunicação
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 12-Dec-2019
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Citation: MENDONÇA FILHO, Sergio Cunha. A influência das mídias sociais como ferramenta de engajamento eleitoral para a juventude brasileira: o “Juntos!” no Rio de Janeiro em 2018. 2019. 46 f.Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Publicidade e Propaganda) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019.
Appears in Collections:Comunicação - Publicidade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SMendonca.pdf909,16 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.