Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/12827
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFraga, Júlia Massadas Romeiro-
dc.contributor.authorFranco, Marcus Vinicius Santos-
dc.date.accessioned2020-07-30T15:23:18Z-
dc.date.available2020-08-01T03:00:23Z-
dc.date.issued2019-12-
dc.identifier.citationFRANCO, Marcus Vinicius Santos. A racionalização das decisões moralmente carregadas por meio do Princípio da Dignidade da “Pessoa” Humana. 2019. 73 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Direito) – Faculdade Nacional de Direito, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/12827-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectTomada da decisão moralpt_BR
dc.subjectModelo sócio-intuicionistapt_BR
dc.subjectViés confirmatóriopt_BR
dc.subjectMoral decision-makingpt_BR
dc.subjectCocio-intuitionist modelpt_BR
dc.subjectConfirmatory biaspt_BR
dc.titleA racionalização das decisões moralmente carregadas por meio do Princípio da Dignidade da “Pessoa” Humanapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6525911433702583pt_BR
dc.description.resumoO processo de tomada de decisão dos casos moralmente carregados para o direito em muito se relaciona com os casos morais que são objetos de estudos da psicologia moral. Assim, faz-se necessário visitar o campo de outras ciências, a fim de se identificar como o julgamento moral ocorre. Nesse sentido, o modelo sócio-intuicionista de Jonathan Haidt emerge como uma alternativa viável para compreender este complexo processo, visto que admite que os julgamentos morais são construídos com base em intuições morais, seguidos, quando necessário, de um detido processo de justificação (racionalização post hoc). Esse modelo de julgamento pode ser aplicado para melhor compreensão do processo decisório dos casos jurídicos moralmente carregados, visto que relatos de juristas apontam para o seguinte: primeiramente, a reposta resolutiva ao conflito e, em seguida, obedecendo o princípio da motivação das decisões judiciais, realizam o processo de racionalização, o qual se opera por meio da linguagem. Contudo, esse processo de busca tem a tendência de ser enviesado, ou seja, o peso atribuído a razões que não confirmam as intuições iniciais é menor. Portanto, o trabalho procura analisar a aplicação do modelo de Haidt no contexto jurídico e verificar as possíveis implicações que a fundamentação por meio do princípio da dignidade humana, a qual é, por vezes, enviesada, traz para o direito.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade Nacional de Direitopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO::TEORIA DO DIREITOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MVSFranco.pdf535,81 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.