Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/1407
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMartins, Joaquim Welley-
dc.contributor.authorEsteves, Alessandra Lemos-
dc.date.accessioned2017-02-10T16:20:43Z-
dc.date.available2017-02-12T03:00:13Z-
dc.date.issued2006-06-21-
dc.identifier.citationESTEVES, Alessandra Lemos. As novas tecnologias na assessoria de imprensa brasileira. 2006. 81 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/1407-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAssessoria de imprensapt_BR
dc.subjectComunicaçãopt_BR
dc.subjectNovas tecnologiaspt_BR
dc.titleAs novas tecnologias na assessoria de imprensa brasileirapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1061016312083509pt_BR
dc.contributor.referee1Barbosa, Gabriel Collares-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9574814628228974pt_BR
dc.contributor.referee2Argolo, José Amaral-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2736811607948853pt_BR
dc.description.resumoApresenta um panorama da atividade de Assessoria de Imprensa no Brasil após a implantação das novas tecnologias. A partir de uma análise de como as inovações tecnológicas influenciaram na rotina de trabalho da Comunicação Social e do Jornalismo, pretende-se compreender as vantagens e desvantagens desse processo nas assessorias de imprensa do país. Para tal, será utilizado como objeto de enfoque o setor do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que atualmente é responsável pela administração dos fluxos de informações jornalísticas na mídia. A principal questão a ser tratada ao longo deste estudo consiste em uma comparação entre a realidade atual das assessorias e o período anterior à implantação das novas tecnologias. Devido ao fato de esta atividade ter sido instalada no Brasil apenas na década de 60, este estudo irá considerar somente o computador, a Internet e a videoconferência como novas tecnologias de comunicação.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AEsteves.pdf353,61 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.