Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/14134
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSouza, Gustavo Mattos Silva de-
dc.contributor.authorCarvalho, Leticia de Araujo Ferraz de-
dc.date.accessioned2021-04-12T18:07:46Z-
dc.date.available2021-04-14T03:00:09Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.citationCARVALHO, Leticia de Araujo Ferraz de. Malacofauna associada ao fundo inconsolidado da Reserva Extrativista Marinha de Arraial do Cabo. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Biológicas – Biologia Marinha) - Instituto de Biologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/14134-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMoluscospt_BR
dc.subjectFauna bentônicapt_BR
dc.subjectSedimentologia marinhapt_BR
dc.subjectSaúde ambientalpt_BR
dc.subjectBiodiversidadept_BR
dc.subjectArraial do Cabo (RJ)pt_BR
dc.subjectMolluscaen
dc.subjectBenthic faunaen
dc.subjectMarine sedimentologyen
dc.subjectEnvironmental Healthen
dc.subjectBiodiversityen
dc.titleMalacofauna associada ao fundo inconsolidado da Reserva Extrativista Marinha de Arraial do Cabopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8656506670630961pt_BR
dc.contributor.advisorCo1Paiva, Paulo Cesar de-
dc.contributor.advisorCo1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1226350276509077pt_BR
dc.contributor.advisorCo2Oliveira, Vinícius Peruzzi de-
dc.contributor.advisorCo2Latteshttp://lattes.cnpq.br/4837961092090109pt_BR
dc.description.resumoArraial do Cabo, localizado no norte do Rio de Janeiro, é uma região de grande relevância ecológica abrigando organismos com afinidade tropical e temperada devido aos efeitos da ressurgência local. No entanto, há pouco conhecimento sobre a biodiversidade de invertebrados bentônicos associados ao fundo inconsolidado, como por exemplo do filo Mollusca. O objetivo desse estudo foi fazer um levantamento da malacofauna associada ao sedimento de interface com costões rochosos de Arraial do Cabo – RJ, avaliando os efeitos das variáveis ambientais na sua distribuição. Foram realizadas oito campanhas entre 2017 a 2019, onde foram coletadas cinco amostras em seis locais: três no mar de dentro (região mais abrigada e com menos ação da ressurgência) e três no mar de fora (região exposta e com maior ação da ressurgência). As amostras foram coletadas com um corer de 10 cm de diâmetro (1570 cm³) sendo enterrado a uma profundidade de 20 cm no substrato. Em laboratório foram triadas em microscópio estereoscópio, sendo os moluscos identificados ao menor nível taxonômico possível com bibliografias específicas. Um total de 132 espécimes/35 morfotipos foram encontrados, sendo 110 indivíduos/34 morfotípos no mar de dentro e 22 indivíduos/7 morfotípos no mar de fora, sendo representantes de quatro classes: Gastropoda (dentro 29,54%; fora 11,36%; total 40,90%), Bivalvia (dentro 50%; fora 5,30%; total 55,30%), Polyplacophora (apenas 3,03% no mar de dentro) e Scaphopoda (apenas um representante no mar de dentro). A família mais abundância no estudo foi Olividae, representada pela espécie Olivella minuta (Link, 1807), coletada tanto no mar de dentro quanto no de fora. A maior abundância e riqueza de moluscos no mar de dentro está associada a alta heterogeneidade do sedimento da região, composto por pouca seletividade dos grãos, e com alta concetração de carbonato e matéria orgânica. Por outro lado, o sedimento do mar de fora foi mais homogêneo, composto majoritariamente por areia fina e pouca concentração de carbonato e matéria orgânica, que resultou numa baixa diversidade de moluscos. Não foi possível observar o fenômeno da ressurgência, devido principalmente a baixa quantidade de dados da fauna coletada. Muitas espécies encontradas na região apresentarem uma ampla distribuição geográfica e batimétrica, o que sugere problemas taxonômicos. Nesse caso, futuras pesquisas de revisões taxonômicas dos grupos bentônicos são importantes para estudos da biodiversidade de moluscos marinhos costeiros, assim como estudos genéticos.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Biologiapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Biológicas - Biologia Marinha

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LAFCarvalho.pdf2.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.