Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/14503
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLeal, Luiz Antonio Ochsendorf-
dc.contributor.authorReis, Susana Costa-
dc.date.accessioned2021-07-13T16:30:23Z-
dc.date.available2021-07-15T03:00:16Z-
dc.date.issued2019-12-16-
dc.identifier.citationREIS, Susana Costa. A influência do estado emocional nas decisões de consumo e na administração das finanças pessoais. 2019. 35 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Contábeis) - Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/14503-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectOrçamento domésticopt_BR
dc.subjectEducação financeirapt_BR
dc.subjectFinanças pessoaispt_BR
dc.subjectPsicologia socialpt_BR
dc.subjectFinancial literacyen
dc.subjectPersonal financesen
dc.titleA influência do estado emocional nas decisões de consumo e na administração das finanças pessoaispt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8404154345700489pt_BR
dc.contributor.referee1Reis Neto, Synval de Sant'Anna-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7304735450135812pt_BR
dc.contributor.referee2Silva, Cleia Maria da-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/7532477514028142pt_BR
dc.description.resumoO endividamento causa grande impacto na vida de muitas famílias brasileiras, afetando os relacionamentos e a saúde, física e mental. O acesso à Educação Financeira e suas ferramentas possibilita o planejamento correto e controle das finanças pessoais, mas segundo a Psicologia Econômica, um desequilíbrio nas emoções também pode levar a um descontrole na vida financeira. Este trabalho aborda a importância do planejamento financeiro e a influência do estado emocional sobre os hábitos de consumo, e sua contribuição para o endividamento. Além da revisão de literatura, foi feita uma pesquisa quantitativa, através de questionário eletrônico, sobre o uso de ferramentas financeiras, da qual participaram 100 respondentes, a maior parte na faixa etária de 36 a 40 anos, com nível de escolaridade superior à graduação e renda familiar de R$ 7.800,00 a R$15.000,00. Os dados obtidos não corroboram os estudos anteriores consultados, porque os participantes da pesquisa destoam do perfil socioeconômico predominante no país. É possível concluir que uma pesquisa com amostra maior e mais heterogênea obtenha resultados mais parecidos com os estudos anteriores.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Administração e Ciências Contábeispt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::CIENCIAS CONTABEISpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SCReis.pdf300 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.