Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/156
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMartins, Joaquim Welley-
dc.contributor.authorMendes, Gabriel Braga-
dc.date.accessioned2016-04-20T00:07:26Z-
dc.date.available2016-04-21T03:00:05Z-
dc.date.issued2006-12-12-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/156-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEleiçãopt_BR
dc.subjectCobertura jornalísticapt_BR
dc.subjectJornalpt_BR
dc.subjectRio de Janeiro (Estado)pt_BR
dc.titleMídia e voto: um estudo sobre a influência dos grandes jornais nas eleições de 2006 para a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiropt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1061016312083509pt_BR
dc.contributor.referee1Goulart, Ana Paula Goulart-
dc.contributor.referee2Junqueira, Maria Helena-
dc.contributor.referee3Fernandes, Fátima Sobral-
dc.description.resumoO objetivo deste trabalho é analisar, por meio de pesquisa quantitativa, a influência dos principais jornais do Rio de Janeiro nas eleições de 2006 para a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Constitui objeto desta investigação o noticiário político dos jornais O Globo, o Dia e Jornal do Brasil, de 1o de janeiro de 2005 a 30 de setembro de 2006. A partir da pesquisa, monta-se um quadro com o saldo de exposição na grande imprensa de todos os 59 deputados estaduais candidatos à reeleição. Estes dados são confrontados com o desempenho eleitoral de cada parlamentar, para se testar a hipótese de que a divulgação na imprensa tenha relação direta com o crescimento (ou retração) de votos. O cruzamento dos dados refuta a hipótese e indica um paradoxo em que deputados criticados pela imprensa ganham votos, enquanto parlamentares elogiados pelos jornais, perdem eleitores. Por fim, analisam-se as possíveis razões para a contradição, como a exclusão socioeconômica, o esvaziamento político do Rio de Janeiro, o sistema de votação proporcional, além do próprio modelo de comunicação brasileiro.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RADIO E TELEVISAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Aparece nas coleções:Comunicação - Radialismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MONOGRAFIA GABRIEL MENDES.pdf325,55 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.