Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/224
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLins, Consuelo da Luz-
dc.contributor.authorDias, Julia Santos Rodrigues-
dc.date.accessioned2016-05-03T18:19:27Z-
dc.date.available2016-05-05T03:00:08Z-
dc.date.issued2013-07-16-
dc.identifier.citationDIAS, Julia Santos Rodrigues Dias. A representação da mulher na televisão brasileira: uma análise a partir do filme “Um dia na vida” de Eduardo Coutinho. 2013. 87 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação – Habilitação em Radialismo) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/224-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAnálise de Produçãopt_BR
dc.subjectCinema brasileiropt_BR
dc.subjectTelevisãopt_BR
dc.subjectGêneropt_BR
dc.titleA representação da mulher na televisão brasileira: uma análise a partir do filme "Um Dia na Vida" de Eduardo Coutinhopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6656585766641643pt_BR
dc.contributor.referee1Ramos, Maria Guiomar Pessôa de Almeida-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1510363787054390pt_BR
dc.contributor.referee2Capeller, Ivan-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2258303291123908pt_BR
dc.contributor.referee3Fernandes, Fátima Sobral-
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/6378629974313895pt_BR
dc.description.resumoO objetivo, neste trabalho, é analisar, por meio de uma leitura crítica do filme “Um dia na vida” (2010) de Eduardo Coutinho, como a mulher é representada pela televisão brasileira, buscando entender como se dão as batalhas de poder que se travam em torno do corpo feminino. O filme de Coutinho é, do nosso ponto de vista, uma espécie de "concentrado" do que se vê na televisão aberta diariamente no Brasil. Nossa hipótese é que através desse filme, que é uma espécie de "inconsciente social à céu aberto" (a expressão é do crítico francês Serge Daney), poderemos fazer algumas constatações a respeito da construção da figura feminina na programação diária da televisão aberta. Para isso, consideraremos a televisão como uma “tecnologia de gêneros, nos termos da teórica feminista Teresa de Lauretis (1994).pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RADIO E TELEVISAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Radialismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Julia Dias.pdf1,79 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.