Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/3128
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMotta, Vania Cardoso da-
dc.contributor.authorDantas, Denize de Oliveira-
dc.date.accessioned2017-11-08T13:43:29Z-
dc.date.available2017-11-10T02:00:36Z-
dc.date.issued2015-09-
dc.identifier.citationDANTAS, Denize de Oliveira. A pedagogia da terra: conhecendo a proposta político pedagógica do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra. 2015. 48 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) - Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/3128-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEducação ruralpt_BR
dc.subjectTrabalhadores ruraispt_BR
dc.subjectPolíticas públicaspt_BR
dc.titleA pedagogia da terra: conhecendo a proposta político pedagógica do Movimento dos Trabalhadores Sem Terrapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9019395807508288pt_BR
dc.contributor.referee1Gawryszewski, Bruno-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3879273506660211pt_BR
dc.contributor.referee2Magalhães, Ligia Karam Corrêa de-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9487909514247094pt_BR
dc.description.resumoObserva a concepção de Pedagogia da Terra construída ao longo da história de luta pela reforma agrária no Brasil. Tendo em vista a própria dinâmica de luta que insere contradições e mediações, algumas indagações se impõem para além de conhecer a proposta da pedagogia da terra: de que maneira as políticas públicas aos assentados estão em consonância com os princípios da Pedagogia da Terra? Como avaliar concepções subjacentes a essas políticas nos programas de atendimento educacional às populações do campo? Temos que o INCRA procura administrar terras públicas a médio elongo prazo, identificar e registrar os assentamentos e as comunidades tradicionais quilombolas, com a missão de delinear a política agrária e realizar o ordenamento fundiário nacional, cooperando para o desenvolvimento sustentável. Diante da demanda do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) por um projeto específico de educação do campo, em 1998, o INCRA cria o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA). No entanto, o que se observou no decorrer desta pesquisa é que: a precariedade de condições favoráveis à manutenção e melhoria dos assentamentos ainda é patente, pois muitas escolas e propostas de intervenção agrária ainda precisam ser colocadas em prática de maneira a garantir a efetiva redistribuição da terra e a democratização do acesso à educação e políticas que garantam a integridade física; e o bem-estar dos assentados ainda está longe do ideal. Esta monografia faz o esforço de tentar compreender a proposta da Pedagogia da Terra em meio aos pontos de tensão entre Estado e políticas de desenvolvimento nacional, Estado e Movimentos do Campo e por último, a construção sólida de aparatos de luta do MST por uma educação popular e verdadeiramente agrária.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Educaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO::EDUCACAO RURALpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Pedagogia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DODantas.pdf664.48 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.