Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/3160
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCosta, Cristiane Henriques-
dc.contributor.authorSequeira, Priscila Chagas Ribeiro-
dc.date.accessioned2017-11-09T18:57:10Z-
dc.date.available2017-11-11T02:00:33Z-
dc.date.issued2011-07-05-
dc.identifier.citationSEQUEIRA, Priscila Chagas Ribeiro. Jornalismo de humor no Brasil e o programa Custe o que Custar (CQC). 2011. 75 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/3160-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectJornalismo humorísticopt_BR
dc.subjectHumorpt_BR
dc.subjectTelejornalismopt_BR
dc.titleJornalismo de humor no Brasil e o programa Custe o Que Custar CQCpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8352428563251145pt_BR
dc.contributor.referee1Castro, Paulo César-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4482415757591851pt_BR
dc.contributor.referee2Mattos, Beatriz Jaguaribe de-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/7158974952724770pt_BR
dc.description.resumoO projeto faz um breve panorama histórico do jornalismo de humor no Brasil, destacando veículos e personalidades que abriram espaço para o estilo na imprensa em diferentes épocas – como o Barão de Itararé, no início do século XX, precursor do gênero no país; o jornal O Pasquim e a revista Pif-Paf durante a Ditadura Militar; e o repórter Ernesto Varela, o colunista José Simão e o humorístico Casseta &Planeta Urgente! nas décadas de 1980 e 1990. O foco, porém, é uma atual produção televisiva, o programa Custe o que Custar (CQC), veiculado pela TV Bandeirantes, com um estudo de caso sobre a participação do Deputado Federal Jair Bolsonaro na atração, em março de 2011, o que gerou polêmicas e obteve repercussão na mídia nacional. O trabalho também conta com uma definição histórica de “humor”, a consolidação do gênero na Grécia Antiga por meio de obras diversas e o papel que desempenha na sociedade segundo teorias de Henri Bergson e exposições de George Minois. Além disso, o projeto destaca a veiculação de notícias pelo viés humorístico reforçando a dicotomia entre forma e conteúdo comparativamente na imprensa tradicional e no jornalismo de humor – tudo direcionado pela questão: o conteúdo pode ser o mesmo, mas a forma de noticiar um acontecimento através do humor talvez envolva e engaje o público ainda mais.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PSequeira.pdf1,34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.