Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/3164
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMacedo, Jussara Marques de-
dc.contributor.authorSantos, Rita de Cássia Silva dos-
dc.date.accessioned2017-11-13T12:40:46Z-
dc.date.available2017-11-15T02:00:38Z-
dc.date.issued2015-10-20-
dc.identifier.citationSANTOS, Rita de Cássia Silva dos. Escola públicas: espaço de reprodução ou transformação?. 2015. 46 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) - Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/3164-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEscola públicapt_BR
dc.subjectEducação e estadopt_BR
dc.subjectIdeologiapt_BR
dc.titleEscola públicas: espaço de reprodução ou transformação?pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1910175226881414pt_BR
dc.contributor.referee1Ramos, Moacyr Salles-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8609117727734819pt_BR
dc.contributor.referee2Moura, Ana Paula de Abreu Costa de-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/1749607244537249pt_BR
dc.description.resumoTendo em vista uma realidade educacional, onde a escola se apresenta com uma proposta dualista, ou seja, uma educação diferenciada para a classe trabalhadora e outra para a classe dominante, nos propusemos a estudar de que maneira a escola pública brasileira vem contribuindo para a perpetuação desta lógica da reprodução. Nosso objetivo foi analisar a escola enquanto um Aparelho Ideológico do Estado (AIE) na medida em que reforça a exclusão social, contribuindo para a sociedade de classes. Para tal, tentamos utilizar o materialismo histórico dialético como metodologia da nossa pesquisa, uma vez que ele permite analisar a realidade além de sua aparência, entendendo o fenômeno através da sua essência. Como referencial empírico, tomamos por referência as Leis 5.692/71 e 9.394/96. Como resultado da pesquisa, verificamos que o Estado brasileiro, por meio da sua política de formação para a classe trabalhadora, reproduz as desigualdades de classe por meio da educação diferenciada. Concluímos que a educação está a serviço do capitalismo por meio da sua lógica excludente e desigual. Em contrapartida, apresentamos como alternativa, uma educação voltada para a emancipação humana, baseada na construção de uma sociedade efetivamente livre e igual.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Educaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO::FILOSOFIA DA EDUCACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Pedagogia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RCSSantos.pdf606,03 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.