Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/3711
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorTravancas, Isabel Siqueira-
dc.contributor.authorGonzalez, Raquel Moreira Azalim-
dc.date.accessioned2018-03-07T19:19:32Z-
dc.date.available2018-03-09T03:00:16Z-
dc.date.issued2011-12-04-
dc.identifier.citationGONZALEZ, Raquel Moreira Azalim. Televisão nos cadernos de cultura: um estudo de caso do caderno b do Jornal do Brasil. 2011. 78 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/3711-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectTelevisãopt_BR
dc.subjectJornalismo culturalpt_BR
dc.subjectJornal do Brasil (jornal)pt_BR
dc.titleTelevisão nos cadernos de cultura: um estudo de caso do caderno b do Jornal do Brasilpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0325091621337695pt_BR
dc.contributor.referee1Barbosa, Gabriel Collares-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9574814628228974pt_BR
dc.contributor.referee2Gazir, Augusto-
dc.description.resumoExamina o espaço conquistado pela televisão nos suplementos culturais dos jornais. A análise foi feita a partir de dezenove edições do Caderno B, do Jornal do Brasil, um dos primeiros cadernos de cultura brasileiros. Foram selecionadas dez edições dos anos 1960, quando a audiência televisiva ainda se formava, e nove – a edição de 2009 estava indisponível – da década de 2000. A TV foi implantada de forma pioneira no país em 1950 e, após passar por processo de modernização e popularização, nas décadas de 1960 e 1970, vê sua audiência crescer, atrai um número cada vez maior de verbas publicitárias e ocupa seu espaço como grande veículo de massa brasileiro. Apesar dos altos índices alcançados no Ibope, qual o espaço que a televisão realmente passou a ocupar nos cadernos culturais? Esta análise é feita a partir de obras de autores como Ana Paula Goulart e Arlindo Machado.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RMAGonzalez.pdf2,23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.