Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4149
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Mapeamento geológico de detalhe da Ilha Comprida com utilização de novas geotecnologias, arquipélago das Ilhas Cagarras, Rio de Janeiro - RJ
Autor(es)/Inventor(es): Santos, Elisa Elena de Souza
Orientador: Seoane, José Carlos Sícoli
Coorientador: Araújo, Jhone Caetano de
Resumo: A Ilha Comprida integra o Monumento Natural do Arquipélago das Ilhas Cagarras (MoNa Cagarras), no Rio de Janeiro, situado 4km a sul da costa. Trabalhos anteriores, em escala regional, classificam as rochas presentes na ilha como pertencentes à unidade litoestratigráfica Suíte Rio de Janeiro (SRJ), no contexto geológico do Domínio Costeiro do Terreno Oriental, onde teria se instalado o arco magmático da Faixa Ribeira. Segundo os domínios morfoestruturais definidos para o estado do Rio de Janeiro, o arquipélago está inserido na Unidade de Maciços Costeiros da região do Rift da Guanabara. O mapa geológico em escala de detalhe se faz necessário para compor o plano de manejo do MoNa. A metodologia de mapeamento geológico empregada neste trabalho difere da tradicional pelo uso de novas geotecnologias como a caderneta eletrônica SIGMA incorporada ao ArcGIS, instalados no tablet robusto Motion. Para a base do mapeamento foi utilizado o mosaico de ortofotos da cidade do Rio de Janeiro disponibilizado pelo IPP, além de imagem de satélite GeoEye-1 cedida pela Digital Globe. A caderneta SIGMA facilitou a coleta, armazenamento e manipulação dos dados em campo, otimizando o trabalho de mapeamento. Através desse sistema foram cartografados cinco litotipos: 1) biotita gnaisse porfirítico; 2) leucogranito porfirítico; 3) biotita gnaisse fino; 4) granito fino e 5) pegmatitos. As idades relativas foram definidas a partir das relações de contato observadas em campo, na ordem como são aqui apresentadas. A unidade basal possui composição mineralógica semelhante ao gnaisse facoidal da SRJ. As outras quatro unidades sobrejacentes apresentam composição mineralógica e textural semelhantes às rochas da unidade Granito Pedra Branca da Suíte Suruí, que também afloram na zona oeste do litoral do Rio de Janeiro. Compõem os resultados deste trabalho um mapa geológico na escala 1:2.500, a descrição dos litotipos aflorantes, um acervo de amostras representativas de cada unidade mapeada e lâminas delgadas. O SIG produzido contendo todos os dados gerados serve como ferramenta multidisciplinar de análise espacial. A sua estrutura permite não somente a entrada de novos dados, como também atualizações futuras.
Palavras-chave: Geoprocessamento
Arquipélago das Ilhas Cagarras
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::CARTOGRAFIA GEOLOGICA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Jan-2017
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4149
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SANTOS, E.E.S.pdf4,22 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.