Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/4199
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorKoslinski, Mariane Campelo-
dc.contributor.authorPereira, Adriana Farias-
dc.date.accessioned2018-07-03T15:26:32Z-
dc.date.available2018-07-05T03:00:20Z-
dc.date.issued2016-09-
dc.identifier.citationPEREIRA, Adriana Farias. Absenteísmo docente: fatores associados e política de responsabilização escolar do Rio de Janeiro. 2016. 71 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) - Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/4199-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAdministração públicapt_BR
dc.subjectAbsenteísmopt_BR
dc.subjectProfessorespt_BR
dc.titleAbsenteísmo docente: fatores associados e política de responsabilização escolar do Rio de Janeiropt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4896487821943193pt_BR
dc.description.resumoAbsenteísmo é um termo utilizado para representar a ausência do funcionário ao trabalho. Sendo assim, o presente trabalho é parte de uma monografia de conclusão de curso que investiga se o perfil de liderança/clima escolar, entre outros fatores, está associado ao absenteísmo docente. Para além disso, o estudo pretende observar se a implementação da política de responsabilização escolar da Secretaria Municipal do Rio de Janeiro, Prêmio Anual de Desempenho, foi acompanhada por redução das ausências dos professores em sala de aula. A pesquisa utilizou um indicador de absenteísmo docente (proxy) para fornecer uma medida aproximada sobre as frequências docentes, já que não foi possível acessar esses dados a partir dos sistemas de informação da Secretaria Municipal do Rio de Janeiro. Esse indicador foi elaborado a partir dos questionários contextuais da Prova Brasil (2007-2013) respondidos pelos diretores e professores das escolas municipais do Rio de Janeiro. Dessa forma, o presente estudo contou com análises descritivas da percepção dos diretores e professores sobre o absenteísmo docente ao longo do tempo, cujos resultados apontam que em 2013 houve um aumento considerável da percepção dos diretores sobre o absenteísmo como problema, de 18,6%. Ademais, foram utilizados modelos de regressão logística para estimar a probabilidade do diretor perceber o absenteísmo docente como um problema na escola, controlando variáveis. Os resultados encontrados nessas análises sugerem que, ainda que as condições de trabalho e o nível socioeconômico dos alunos estejam associados à percepção do absenteísmo docente, encontramos também evidências de que quanto maior é a colaboração docente e o perfil de liderança, a percepção de absenteísmo é menor. Outro resultado observado a partir dessas análises mostrou que os diretores mais novos têm quase 2 vezes mais chances de perceber absenteísmo docente como um problema, se comparados com diretores que tem 3 ou mais anos de experiência na direção da escola.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Educaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::ADMINISTRACAO EDUCACIONAL::ADMINISTRACAO DE UNIDADES EDUCATIVASpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Pedagogia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AFPereira.pdf544.83 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.