Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4239
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Petrografia e Geologia da Região de Luminosa-Piranguçu, Sul de Minas Gerais
Autor(es)/Inventor(es): Fraga, Vitor Souza
Orientador: Trouw, Rudolph Allard Johannes
Resumo: A área mapeada situa-se na zona de interferência entre as faixas Brasília e Ribeira, a sudoeste da cidade de Itajubá, extremo sul do estado de Minas Gerais. Este trabalho tem o objetivo de contribuir com dados para o melhor entendimento da evolução das faixas Brasília e Ribeira, principalmente na região de interferência entre estas duas faixas móveis. A metodologia utilizada baseia-se em mapeamento geológico detalhado (escala 1:25.000), além de análises petrográfica em seções delgadas. As diversas litologias presentes na região foram agrupadas em seis unidade. São elas: 1) biotita paragnaisse migmatítico bandado (Unidade São Vicente), 2) sillimanita-granada xisto, 3) hornblenda paragnaisse migmatítico, 4) ortognaisse monzogranítico porfirítico (Granitóide Serra da Água Limpa), 5) ortognaisse sienogranítico (Nappe Socorro) - (Granito Piranguçu), 6) ortognaisse sienogranítico porfirítico (megassequência Andrelândia) - (Granito Serra do Alto da Pedra). As associações de minerais metamórficos granada, silllimanita e muscovita nos xistos e gnaisses paraderivados, hornblenda, clinopiroxênio, granada e hiperstênio em alguns pontos do hornblenda paragnaisse migmatitico, sugerem um metamorfismo em facies anfibolito para os xistos e gnaisses para-derivados e fácies granulito para determinados níveis do hornblenda-paragnaisse migmatitico. Em um ponto próximo a Piranguçú, foi reconhecido um retroeclogíto rico em granada, hornblenda, plagioclásio e clinopiroxênio evidenciando estágios de metamorfismo em facies granulito e eclogito. Os elementos estruturais observados foram agrupados em três fases de deformação progressiva, D2, D3 e D4. A fase D2, gerou a foliação principal, enquanto a fase D3 é caracterizada pela formação da foliação S3 e dobramentos F3. Enfim, na fase D4 desenvolveram-se foliações miloníticas S4 basicamente associadas à Zona de Cisalhamento Caxambú. Conclui-se então que a fase D2 é contemporânea ao metamorfismo principal (faixa Brasilia), enquanto as fases D3 e D4 caracterizam a interferência(faixa Ribeira).
Palavras-chave: Petrografia
Brazópolis
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Dez-2007
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4239
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FRAGA, V.S.pdf4,39 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.