Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/4275
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSeoane, José Carlos Sícoli-
dc.contributor.authorGuimarães, Saulo Pedrinha-
dc.date.accessioned2018-07-10T12:02:46Z-
dc.date.available2018-07-12T03:00:17Z-
dc.date.issued2008-02-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/4275-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectGeoprocessamentopt_BR
dc.subjectPlanejamento ambientalpt_BR
dc.subjectEquação Universal de Perda de Solo em ambiente SIGpt_BR
dc.titleO uso do geoprocessamento no suporte ao planejamento ambiental: estimativas de perda de solo para o estado do Rio de Janeiropt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5256359048551589pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7596804563486940pt_BR
dc.contributor.referee1Zamboni Júnior, Nelson-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0148342595599224pt_BR
dc.contributor.referee2Silva Júnior, Gerson Cardoso da-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/4103236636522942pt_BR
dc.description.resumoA natureza exerce papel fundamental na existência da humanidade, porém no processo de ocupação humana foram nítidas as alterações ocasionadas ao meio ambiente, a situação atual de perturbação tende a piorar, visto que o crescimento populacional é o fator que mais pressiona a demanda por recursos naturais e alimentos. Mudanças devem ocorrer na sociedade para suprir essa demanda. O planejamento ambiental é o método mais eficiente para lidar com tais mudanças. O Estado do Rio de Janeiro apresenta uma diversidade de ambientes: áreas urbanas e industriais, baixadas litorâneas, Serras, Mar de Morros e grandes vales, onde é possível encontrar usos da terra que variam da agricultura em larga escala (cana de açúcar), pecuária extensiva, pequenos pólos agrícolas, até grandes fragmentos conservados da mata atlântica. Para obter um diagnóstico da vulnerabilidade ambiental que considere as características geomorfológicas, pedológicas, associadas a fatores climáticos e ao uso e ocupação da terra, a utilização do geoprocessamento é de grande importância. A relativa facilidade do uso, sua abrangência e qualidade de resultados fazem desta ferramenta um grande aliado para o planejamento ambiental. Neste trabalho foi usada a Equação Universal de Perda de Solo em ambiente SIG, este modelo é usual para estimativa de erosão laminar, indicadora de vulnerabilidade do terreno, e que foi aplicada para todo o Estado do Rio de Janeiro. Verificou-se que 68,59% das terras apresentam perdas muito baixas, com valores inferiores a 10 ton/ha.ano; aproximadamente 19,09% apresentam perdas baixas com valores entre 10 e 50 ton/ha.ano,, 5,97% com perdas moderadas entre 50 e 100 ton/ha.ano, 3,67% com perdas de solo alta entre 100 e 200 ton/ha.ano e 2,68% das terras apresentam perdas muito altas com valores acima de 200 ton/ha.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GUIMARAES, S.P.pdf849,05 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.