Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4311
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Aplicação de um método acústico para a determinação do coeficiente de restituição normal de rochas em laboratório
Autor(es)/Inventor(es): Dias, Gilmar Pauli
Orientador: Barroso, Emilio Velloso
Resumo: Meios rochosos são descontínuos devido a presença de aspectos físicos como falhas e fraturas. Essas descontinuidades favorecem a compartimentação do maciço, podendo torná-los disponíveis para o movimento. Assim, a eventual queda de blocos pode atingir áreas habitadas ou equipamentos de infra-estrutura urbana, provocando desastres com perdas econômicas e sociais. Nas análises e estudos de risco relativos aos processos de quedas e rolamentos de blocos é necessário que se faça a previsão do alcance dos mesmos para que se possa avaliar a área e os objetos atingidos, de forma a quantificar os danos. Dentre os parâmetros envolvidos na análise de problemas dessa natureza, o coeficiente de restituição (e), que é a energia cinética dissipada em sucessivos impactos, é o mais difícil de se obter, pois uma das maneiras de obtê-lo é executando lançamentos "in situ" que só podem ser realizados em locais onde não haja risco à população e estruturas urbanas, fazendo necessário a utilização de experimentos em laboratório. A motivação desse trabalho foi apresentar uma metodologia para determinação do e normal por meio de uma técnica experimental de laboratório, já bastante conhecida na física, baseada no espectro sonoro emitido por impactos sucessivos de uma esfera de rocha em uma superfície plana também constituída por rocha. Após a determinação do enormal pelo método proposto, fez-se duas simulações utilizando o software Rocfall, a primeira com os valores de e disponíveis na literatura e a segunda utilizando os mesmos valores trocando somente o enormal para colisão rocha – rocha da literatura pelo obtido no ensaio, onde se obteve o alcance e a trajetória dos blocos em queda para cada caso. Ao se comparar as duas simulações fica claro que a análise de risco apresenta grande sensibilidade do parâmetro estudado, pois na segunda simulação, ao contrário da primeira, o bloco teve um maior alcance, atingindo as estradas do local, caracterizando uma situação de risco.
Palavras-chave: Movimento de massa
Queda de blocos
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Fev-2006
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4311
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DIAS, G.P.pdf1,45 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.