Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/4350
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBarroso, Emilio Velloso-
dc.contributor.authorTeixeira, Rodrigo Brauns-
dc.date.accessioned2018-07-17T13:31:36Z-
dc.date.available2018-07-19T03:00:08Z-
dc.date.issued2009-03-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/4350-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectRochas de cantariapt_BR
dc.subjectSolução salinapt_BR
dc.subjectCristalização de saispt_BR
dc.titleCristalização de sais solúveis e ataques químicos em rochas de cantaria: efeitos mecânicos e estéticospt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9087393649043159pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/3252298393386036pt_BR
dc.contributor.referee1Polivanov, Helena-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5585486490281012pt_BR
dc.contributor.referee2Borges, Andrea Ferreira-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/1028222523174508pt_BR
dc.description.resumoAs rochas quando usadas na construção civil como elemento de cantaria em revestimento de fachada, ficam expostas a condições ambientais que podem ser agressivas e afetar seu desempenho na obra. O objetivo desse estudo é verificar e analisar os efeitos da cristalização de sais, precipitados a partir de soluções salinas, na degradação das propriedades geomecânicas e na superfície polida de rochas usadas como revestimento na construção civil, além de se verificar a ação de reagentes químicos na superfície polida das rochas. Foi induzido em laboratório um ritmo acelerado de exposição a solução salina para a rápida obtenção dos resultados da ação da cristalização dos sais na rocha e seus efeitos degradantes, representando as condições reais de intempérie. O ensaio realizado consiste na exposição das amostas de charnockitos e gnaisses a vários ciclos (30 para cada tipo de rocha) de imersão em solução salina supersaturada e posterior secagem em estufa, sendo os resultados inspecionados temporariamente de acordo com o número de ciclos. Tal inspeção consistiu na verificação do brilho superficial e da variação da resistência da rocha e a posterior comparação desses resultados com os obtidos nas amostras utilizadas como padrão de controle. Conclui-se que as soluções salinas são agentes claramente degradantes das rochas de cantaria, causando perda de resistência mecânica e perda de brilho da superfície polida das rochas. Sua ação foi mais intensificada nas amostras de charnockitos do que nas de gnaisse. Os reagentes químicos, sem excessão, causam perda de brilho superficial e alteração cromática em ambos as rochaspt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TEIXEIRA, R.B.pdf2,49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.