Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4351
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Disponibilidade do metal zinco em latossolo e chernossolo tratados com lodo de esgoto
Autor(es)/Inventor(es): Cruz, Bruno Lima de Almeida
Orientador: Polivanov, Helena
Coorientador: Alamino, Renata de Carvalho Jimenez
Resumo: Desde a década de 70, várias pesquisas vêm sendo desenvolvidas visando à utilização de lodo de esgoto, que é um resíduo rico em matéria orgânica e nutrientes, gerado durante o tratamento de águas residuárias nas Estações de Tratamento de Esgoto. Este material pode desempenhar importante papel na produção agrícola e na manutenção da fertilidade do solo devido às suas características, mas, por outro lado, ele também pode ser altamente tóxico, pois além da fração orgânica, tem-se uma fração inorgânica composta por partículas minerais, sais e metais pesados potencialmente tóxicos, tais como o zinco. Este trabalho utiliza ensaios de colunas de percolação para analisar o comportamento do metal Zinco (Zn) contido no lodo de esgoto da Estação de Tratamento de Esgoto da Ilha do Governador, utilizado sob a forma de condicionante de solo. Para isso utilizaram-se dois diferentes sistemas de solos tropicais, representados pelas classes dos Latossolos e dos Chernossolos. A primeira parte deste trabalho consistiu da coleta de lodo de esgoto e de amostras indeformadas dos solos. Em seguida foram realizadas as caracterizações químicas, físicoquímicas e físicas dos materiais coletados. Após essas etapas, seguiu-se o ensaio de coluna de percolação, que simula o contato ou a percolação de fluidos com diferentes materiais com o objetivo de estudar o fluxo do fluído e dos componentes desse e suas interações com o meio em questão. Após o ensaio, a fração líquida, representada pelo lixiviado, e a fração sólida, representada pelos solos, foram analisadas utilizando espectrometria de massas e espectrometria de emissão atômica por plasma, respectivamente, para verificar as concentrações de Zn presentes nos mesmos. Os resultados mostraram que o Zn tornou-se disponível instantaneamente, apesar disso, a fração líquida referente ao Latossolo apresenta concentrações abaixo dos limites estipulados pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA, 2008) para as águas destinadas a dessedentação de animais, contudo, consiste contaminação para águas destinadas à irrigação, ultrapassando cerca de 150% o valor máximo permitido para esta finalidade, e atinge o limite da concentração permitida para o consumo humano e recreação. Já a fração líquida referente ao Chernossolo apresenta concentrações abaixo dos limites estipulados pelo CONAMA (2008) para as águas destinadas ao consumo humano, dessedentação de animais e recreação, consistindo contaminação apenas para águas destinadas à irrigação, ultrapassando cerca de 15% o valor máximo permitido para esta finalidade. Parte deste metal fica retido nos solos. No Chernossolo as concentrações estão acima das orientadas pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (CETESB, 2005), consistindo contaminação dos mesmos na proporção estudada, o que não acontece com o Latossolo. Contudo, de acordo com a resolução CONAMA 420/2009, todas as amostras ensaiadas são classificadas como não contaminadas.
Palavras-chave: Disponibilidade de zn
Coluna de percolação
Lodo de esgoto
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Fev-2010
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4351
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CRUZ, B.L.A.pdf2,35 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.