Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/4591
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCoelho, José Mário-
dc.contributor.authorSiqueira, Cátia de Oliveira-
dc.date.accessioned2018-08-22T14:47:56Z-
dc.date.available2018-08-24T03:00:14Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/4591-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAgromineraispt_BR
dc.subjectFertilizantes Alternativospt_BR
dc.subjectRio de Janeiropt_BR
dc.titleAnálise do potencial de rochas e minerais alternativos aos fertilizantes convencionais do estado do Rio de Janeiropt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/3717826330415888pt_BR
dc.contributor.referee1Luz, Adão Benvindo da-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8227973183586016pt_BR
dc.contributor.referee2Bertolino, Luiz Carlos-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2264731136781838pt_BR
dc.description.resumoO objetivo deste trabalho é avaliar o uso de fertilizantes alternativos, no estado do Rio de Janeiro, bem como a demanda atual e futura de fertilizantes no Brasil. Os solos brasileiros são pobres em nutrientes, necessitando de quantidades significativas de fertilizantes: Nitrogênio —N— Fósforo —P— e Potássio —K. O Brasil é um dos maiores importadores de fertilizantes do mundo, devido à dimensão da sua indústria agrícola, à insuficiente produção de nutrientes agrícolas e às características dos seus solos, pobres em fósforo e potássio. O país possui percentuais modestos das reservas e produção mundiais, inferiores a 5%, enquanto a importação de agrominerais aumenta a cada ano. Visando contribuir para reduzir o consumo de fertilizantes, que requerem elevado consumo de energia para sua fabricação, pode-se utilizar a rochagem. Esta técnica pode melhorar a produtividade e qualidade de muitos cultivares, principalmente nas pequenas e médias propriedades. Há diversas experiências bem sucedidas na aplicação de rochas e minerais alternativos, em diversas localidades do mundo. Estes fatos justificam o desenvolvimento de novas fontes e rotas tecnológicas para produção de fertilizantes e insumos minerais aplicados à indústria agrícola. Com relação ao estado do Rio de Janeiro, foi realizado um levantamento de possíveis rejeitos de mina (produção de brita, rochas ornamentais), para uso como fertilizantes alternativos, de litologias e minerais que podem ser utilizados em rochagem e daqueles que, pelas suas características químicomineralógicas, tem potencial para remineralização do solo. O estado do Rio de Janeiro possui uma grande variedade de rochas, minerais e rejeitos de minas, com potencial de aplicação como fertilizantes alternativos na agricultura.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SIQUEIRA, C.O.pdf636.92 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.