Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4603
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Caracterização físico-química e química das águas de abastecimento do estado do Rio de Janeiro
Autor(es)/Inventor(es): Elias, Bruno Machado Calil
Orientador: Almeida, Cícera Neysi de
Coorientador: Silva Jr., Gerson Cardoso da
Resumo: Esse trabalho está integrado ao Programa Levantamento Geoquímico do PPA (Projeto Plurianual de Desenvolvimento) ao qual o órgão CPRM (Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais/Serviço Geológico do Brasil) está vinculado. Amostras de água bruta (antes de receber o tratamento) foram coletadas em diferentes Estações de Tratamento de Água (ETAs), em nascentes de serras, em poços credenciados ou não pelo governo, em todo o Estado do Rio de Janeiro. Parâmetros físico-químicos, tais como: potencial de hidrogênio (pH), oxigênio dissolvido (OD), condutividade elétrica (CE) e temperatura (T) das águas de abastecimento foram analisados in situ através da multisonda modelo oakton WP600, e em laboratório através de cromatografia iônica e pelo método SM 4110. Os ânions analisados foram: brometo, cloreto, fluoreto, fosfato, nitrato, nitrito e sulfato e suas concentrações (em mg/l) disponibilizadas na forma de mapas temáticos pontuais, confeccionados no software “ArcGis 9.3”. Valores estabelecidos pelo CONAMA para esses parâmetros são apresentados e posteriormente os pontos são analisados de acordo com esses valores vigentes, avaliando onde que há discrepância entre os valores ou possíveis anomalias. No que se refere ao pH, nenhum valor ficou a cima do permitido (>9), porém foram observados valores que ficaram abaixo do limite estabelecido (<6). Referente ao OD, os valores que ultrapassaram o limite estabelecido pelo CONAMA foram registrados em poços e nos rios da região metropolitana do Rio de Janeiro. A distribuição de altas concentrações de cloreto, brometo, sulfato e condutividade elétrica em rios e poços situados na região litorânea, foram associadas ou à interação entre o ambiente fluvial costeiro com o ambiente marinho mais salino ou através de intrusão da cunha salina. Fosfato foi encontrado em maior concentração em um poço localizado na Estrada Velha de Jaconé-Saquarema, e no riacho Mato Grosso-Roncador na ETA de Sampaio Correa. As concentrações de fluoreto, nitrato e nitrito encontradas não ultrapassaram o estabelecido pelo CONAMA.
Palavras-chave: Água de abastecimento
Rio de Janeiro
Mapas pontuais
Condutividade elétrica
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Set-2012
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4603
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ELIAS, B.M.C.pdf4,53 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.