Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4608
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Perfil cromatográfico dos óleos essenciais obtidos de plantas aromáticas da Região Serrana do Rio de Janeiro: Aspidosperma olivaceum Müll Arg, Campomanesia xanthocarpa (Mart.) O. Berg e Myrciaria delicatula (DC.) O. Berg
Autor(es)/Inventor(es): Silva, Fernanda dos Santos
Orientador: Rezende, Claudia Moraes de
Coorientador: Uekane, Thaís Matsue
Resumo: Parte do projeto I-FLORA/Faperj envolvendo a investigação da composição química dos óleos essenciais (OE) de três espécies aromáticas da Região Serrana do Rio de Janeiro: Aspidosperma olivaceum Müll. Arg. pertencente à família Apocynaceae e popularmente conhecida como guatambu; Campomanesia xanthocarpa (Mart.) O. Berg e Myrciaria delicatula (DC.) O. Berg pertencentes à família Myrtaceae e conhecidas popularmente como guabiroba e cambuí, respectivamente. As espécies foram coletadas no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO), Teresópolis, Rio de Janeiro. Foram realizadas extrações por hidrodestilação das folhas frescas com uso de aparelho de Clevenger por duas horas para obtenção dos OEs e hidrolatos de cada espécie. Estes foram diluídos em diclorometano 1 % e analisados por CG-EM (no modo de varredura de íons totais-SCAN) e CG-DIC em coluna capilar cromatográfica HP-5MS. O OE da espécie A. olivaceum apresentou como compostos majoritários fitol (6,1 %), ácido hexadecanóico (ácido palmítico) (5,9 %), α-eudesmol (3,7%), pentadecanal (3,2%), linolenato de metila (1,7 %) e eremofileno (1,6 %). Para a espécie C. xanthocarpa foi observado a presença dos seguintes compostos majoritários: acetato de geranila (32,1 %), globulol (8,4 %), biciclogermacreno (7,0 %), espatulenol (4,9 %), t-muurolol (3,7 %), t-cadinol (3,3 %), viridiflorol (3,1 %), ∆- cadineno (2,1 %) e fitol (2,0 %). Na espécie M. delicatula observou-se presença de sesquiterpenos como os isômeros β-eudesmol (11,4%) e α-eudesmol (6,1 %), viridiflorol (8,6 %), t-cadinol (6,7 %), ∆-selineno (6,7 %) e β-cariofileno (4,2 %). A extração por hidrodestilação nas condições empregadas foi eficiente para extração dos compostos voláteis das plantas estudadas. O estudo químico dos OEs realizados neste trabalho a partir das folhas de A. olivaceum e M. delicatula é inédito, sendo assim uma contribuição para futuros estudos dessas espécies. A espécie C. xanthocarpa apresentou alguns compostos majoritários similares a relatados em estudos anteriores, porém com abundâncias relativas diferentes. Os hidrolatos das três espécies apresentaram poucos compostos comparados aos OEs das espécies estudadas.
Palavras-chave: Plantas aromáticas
Óleo essencial
Cromatografia gasosa
Cromatografia gasosa de massa
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA::QUIMICA ORGANICA::QUIMICA DOS PRODUTOS NATURAIS
Departamento: Instituto de Química
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 2013
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4608
Aparece nas coleções:Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Monografia FERNANDA-min.pdf817,68 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.