Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4707
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Houve desindustrialização no setor automobilístico brasileiro no período 2008- 2014?
Autor(es)/Inventor(es): Velloso, Felipe Gustavo Lucchesi
Orientador: Prochnik, Victor
Resumo: Observação fundamentada para as seguintes questões prévias: A indústria automobilística brasileira, durante os anos de 2008 a 2014, apresentou indícios concretos de estar passando por um processo de desindustrialização? Se sim, essa suposta tendência estaria concentrada em algum setor específico ou na indústria automotiva como um todo? Para conseguir responder essas perguntas, a metodologia de pesquisa se pautou, primeiramente, numa revisão teórica do tema desindustrialização e dos aspectos por detrás da cadeia de valor da indústria automobilística, após forte onda globalizante na década de 1990. Posteriormente, foram utilizados alguns indicadores industriais de desempenho (VA, VTI, VTI/VBPI, produtividade, emprego, intensidade dos serviços industriais, taxa de investimento e receita líquida de vendas), para que se pudesse analisar a evolução da estrutura produtiva no período escolhido. O intuito dessa etapa do trabalho foi entender como o comportamento das variáveis no período foi influenciado pela dinâmica da cadeia de valor do setor e o quanto esse comportamento foi determinante para se afirmar ou não que houve um processo de desindustrialização em curso. O entendimento acerca dos movimentos dos indicadores de desempenho industrial somado ao conhecimento do referencial teórico (desindustrialização e cadeia de valor automobilística) foi essencial para a elaboração de um diagnóstico final ao trabalho. A conclusão da pesquisa foi a seguinte: o setor automobilístico brasileiro, durante o período de 2008 a 2014, apresentou sinais inquietantes de estar passando por um processo desindustrializante, sendo o setor de autopeças onde o processo se demonstrou mais intenso. Por ser um setor majoritariamente formado por fornecedoras nacionais pouco competitivas dentro da lógica organizacional da cadeia de valor automotiva, o problema foi e continua sendo inevitavelmente maior e mais perverso em termos de estrutura produtiva.
Palavras-chave: Indústria automobilística
Brasil
Desindustrialização
Cadeias Globais de Valor
Produção industrial
Comércio exterior
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA INTERNACIONAL::BALANCO DE PAGAMENTOS FINANCAS INTERNACIONAIS
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Set-2017
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4707
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Mon_2017.01.pdf556,06 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.