Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4708
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: O mercado de cigarros no Brasil: uma análise da política tributária e seus efeitos sobre o mercado – 2000 a 2016
Autor(es)/Inventor(es): Gomes, Camila Santana
Orientador: Matos, Marcelo Gerson Pessoa de
Resumo: O setor de cigarros constitui uma das principais de fontes de renda tributária para o governo. Existe uma relação mutua entre arrecadação e o cumprimento das funções do Estado, e consequentemente com a dinâmica do crescimento econômico. Contudo, observa-se que a arrecadação não está acompanhando o aumento exaustivo das alíquotas no caso brasileiro, nos últimos anos, principalmente após a mudança na legislação ocorrida em 2011. Além disso, associa-se, também, o aumento da tributação com o aumento da participação do mercado ilegal no setor, o que gera uma perda de arrecadação e gastos com ações públicas para conter esse mercado e de saúde pública. Este trabalho analisa a politica tributária e os impactos de suas mudanças recentes, levando em consideração a produção, a arrecadação, a demanda do setor no Brasil, e também os custos sociais associados ao consumo desse bem. O cigarro é um produto com forte apelo tributário dado que possui elasticidade preço da demanda relativamente baixa, sendo assim, aumentos plausíveis na tributação produzem benefícios para a saúde pública através da redução do consumo e, ao mesmo tempo, gera uma receita adicional para o governo. Contudo, Uma hipótese que será discutida é se, dado que o cigarro tem poucos produtores e poucos substitutos, o aumento de preços levaria os consumidores a migrar para produtos contrabandeados, fortalecendo assim o mercado ilegal. Conclui-se que para alcançar efetividade na tributação é necessário primeiro determinar seu objetivo, que pode ser aumentar as receitas, reduzir o consumo ou corrigir externalidades. O segundo passo é observar o perfil do consumidor e as elasticidades renda e preço da demanda. Esse debate é bastante complexo, na medida em que envolve negociações entre a indústria, o governo e entidades ligadas à área da saúde, que culminem em soluções adequadas e eficientes.
Palavras-chave: Tabagismo
Tributação
Política fiscal
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA MONETARIA E FISCAL
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Set-2017
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4708
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Monografia_Camila Gomes_ Versao final.pdf1,03 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.