Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/4787
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Estrutura a termo da taxa de juros: uma revisão e análise dos dados do Brasil pós - 2000
Autor(es)/Inventor(es): Pimenta, Douglas Moura Simões
Orientador: Summa, Ricardo de Figueiredo
Resumo: Analisa a estrutura a termo das taxas de juros no Brasil em diferentes períodos desde o início dos anos 2000. Foi realizada uma revisão bibliográfica acerca da determinação da taxa de juros e de sua estrutura a termo, bem como das especificidades do caso brasileiro, de forma que a teoria expectacional com a existência de um prêmio de liquidez foi a adotada para a análise da estrutura a termo no Brasil com base nas taxas de juros implícitas dos contratos futuros de juros (DI-Futuro). Foram escolhidos para a análise os períodos em que a taxa de juros foi mantida num mesmo nível por um prazo prolongado de tempo pela autoridade monetária e seguidos por um ciclo de elevação ou redução da taxa de juros, de forma a se verificar se a estrutura a termo se ajustava à expectativa dos agentes quanto à condução da política monetária, como a teoria estabelece. Os resultados encontrados são coerentes com a teoria e mostram que, em geral, os agentes possuem um bom poder preditivo quanto a alterações da taxa de juros, pelo menos no curto prazo.
Palavras-chave: Taxa de juros
Brasil
Política monetária
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA MONETARIA E FISCAL::POLITICA FISCAL DO BRASIL
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Jul-2017
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/4787
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DMSPimenta.pdf553,73 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.