Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/493
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorEsteves, Phellipe Marcel da Silva-
dc.contributor.authorGoulart, Clarice de Mattos-
dc.date.accessioned2016-06-16T19:29:12Z-
dc.date.available2016-06-18T03:00:15Z-
dc.date.issued2013-03-06-
dc.identifier.citationGOULART, Clarice de Mattos. Manoel de Barros, entre limites e deslimites: poesia metaenunciativa e o discurso editorial mercadológico. 2013. 69f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Produção Editorial) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/493-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectProdução editorialpt_BR
dc.subjectPoesiapt_BR
dc.subjectManoel de Barrospt_BR
dc.titleManoel de barros, entre limites e deslimites: poesia metaenunciativa e o discurso editorial mercadológicopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6384597108585900pt_BR
dc.contributor.referee1Bastos, Maria Teresa Ferreira-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8226265096151988pt_BR
dc.contributor.referee2Rodrigues, Bruno Rêgo Deusdará-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/0568067579568217pt_BR
dc.description.resumoManoel de Barros (1916) tem vasta obra publicada. Com seu primeiro exemplar datado de 1937, somente na década de 1980 o poeta despertou interesse de grandes editoras. Este trabalho procura analisar como se realizou esse destaque tardio a Barros no sistema editorial brasileiro, o que inclui à discussão algumas questões acerca do que se julga editorialmente viável ou interessante e também outras, sobre memória e esquecimento. Nesse contexto, busca-se expor algumas das características da obra do poeta, como questionamento da ideia do signo linguístico definido, estático, e a presença da sua palavra sobre a palavra em conceitos metaenunciativos como o “deslimite da palavra” e o “idioleto manoelês archaico”. Para isso, foram utilizadas as ideias de autores como Michel Pêcheux, Eni Orlandi, Carlos Henrique Escobar, Roland Barthes, Antonio Candido e Terry Eagleton.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Produção editorial

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia_Clarice.pdf606,54 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.