Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5001
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Flexibilidade organizacional: um modelo imposto pelo capitalismo pós - fordista
Autor(es)/Inventor(es): Lima, Ana Patrícia de Almeida
Orientador: Iorio, Vitor Mario
Resumo: As transformações ocorridas no cenário capitalista, principalmente, as que se referem aos avanços tecnológicos, as exigências mercadológicas e a descentralização da economia, contribuíram, sem dúvida, para a emergência de novas relações produtivas e de trabalho no âmbito organizacional. Dessa forma, este estudo tem como objetivo compreender a evolução do capitalismo na esfera do mundo globalizado e produzir uma reflexão sobre a condição do trabalhador inserido nesse novo contexto, visto que ele é obrigado a se adequar a um modelo flexível de trabalho que o condena a viver sob constantes pressões e, principalmente, sob uma instabilidade que não proporciona suporte para o desenvolvimento de relações de longo prazo no ambiente de trabalho, bem como também na sociedade. A importância desse trabalho se deve ao fato de que a sociedade precisa conhecer as bases teóricas e cientificas que sustentam o modelo flexível nas organizações e com isso poder alertar os trabalhadores dos riscos iminentes desse modelo para sua vida profissional e pessoal.
Palavras-chave: Capitalismo
Fordismo
Globalização
Trabalhador
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Departamento: Faculdade de Administração e Ciências Contábeis
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Dez-2011
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5001
Aparece nas coleções:Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PALima.pdf321,63 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.