Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5023
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorTucherman, Ieda-
dc.contributor.authorFontanetto, Renata Maria Borges-
dc.date.accessioned2018-09-17T17:47:26Z-
dc.date.available2018-09-19T03:00:10Z-
dc.date.issued2014-12-11-
dc.identifier.citationFONTANETTO, Renata Maria Borges. O grito que vem das ruas: uma análise da cobertura midiática do Jornal Nacional e da Mídia Ninja durante os protestos. 2014. 81 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5023-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectManifestações de ruapt_BR
dc.subjectLinguagem jornalísticapt_BR
dc.subjectJornalismopt_BR
dc.titleO grito que vem das ruas: uma análise da cobertura midiática do Jornal Nacional e da Mídia Ninja durante os protestos da Copa das Confederaçõespt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2710906080404292pt_BR
dc.contributor.advisorCo1Burrowes, Patricia Cecilia-
dc.contributor.advisorCo1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5814638513632403pt_BR
dc.contributor.referee1Bentes, Ivana-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1298675801318069pt_BR
dc.contributor.referee2Antoun, Henrique-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2895734067067136pt_BR
dc.description.resumoAnalisa a relação entre jornalismo tradicional e jornalismo alternativo através das manifestações de junho de 2013, que ficaram conhecidas como Jornadas de Junho. Tendo como foco a cidade do Rio de Janeiro, a metodologia incluiu um fundamento bibliográfico sobre a cultura de redes e as novas lutas globais, bem como uma análise de conteúdo de vídeo sobre a cobertura da mídia durante a Copa das Confederações, realizada entre os dias 15 e 30 de junho no Brasil. A análise é referente à Mídia Ninja (Narrativas Independentes, Jornalismo e Ação), coletivo “midialivrista” que explodiu no calor dos protestos, e o Jornal Nacional da TV Globo, telejornal mais assistido pela população brasileira. Este artigo também pretende contribuir com uma reflexão sobre um novo tipo de jornalismo e modelo de narrativa, protagonizado pela Mídia Ninja, em que se destacam ideais de midialivrismo, livre fluxo de conhecimento, ativismo hacker e a internet como meio potencializador de oportunidades. Esse jornalismo desafia o jornalismo clássico das redações de jornal, trazendo multiplicidade e criatividade dentro do cenário das novas mídias.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RFontanetto.pdf1.55 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.