Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5030
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Ascensão e falência do crescimento com inclusão social no Brasil
Autor(es)/Inventor(es): Losanoff, Larissa de Almeida
Orientador: Gentil, Denise Lobato
Resumo: Esta monografia utiliza o arcabouço teórico heterodoxo e as teorias da política social para entender como se desenvolveu e se encerrou a chamada “convenção para o crescimento com consumo de massa” ou “crescimento com inclusão social” que marcou a economia brasileira no período recente. A boa fase da economia internacional acabou por trazer oportunidades para diversas economias latino-americanas, especialmente a brasileira. Aproveitando-se do alto preço das commodities e da forte demanda chinesa, o governo brasileiro optou por mais uma vez promover a especialização da economia em bens primários de modo a alavancar o crescimento. Entre 2004 e 2010, a demanda agregada foi a grande propulsora do crescimento por meio de três frentes principais: política de valorização do salário mínimo, expansão de crédito a populações de baixa e média renda e aumento do investimento privado e públicoespecialmente a partir do estabelecimento do PAC como prioridade do governo entre 2007 e 2010. As políticas de transferência de renda também se apresentaram como instrumentos essenciais para sustentar o consumo das famílias de baixa renda e assim, impulsionar a demanda agregada. A questão central é que apesar do expressivo crescimento do período, o governo não agiu de forma efetiva para fomentar o aumento a capacidade produtiva ou a produtividade da indústria minando a transformação da estrutura produtiva brasileira em uma base mais dinâmica que pudesse produzir um crescimento sustentável a longo prazo. A partir de 2011, quando o governo implementou cortes de gastos e implantou a “nova matriz econômica”, as bases que sustentavam o modelo de crescimento se esgotaram e um período de desaceleração econômica se iniciou no país. Portanto, é sugerido que o esgotamento do modelo de crescimento de consumo de massa foi devido a reorientação da política macroeconômica do governo em direção ao ajuste fiscal.
Palavras-chave: Políticas sociais
Crescimento com inclusão social
Consumo de massa
Inclusão social - Brasil
Política social
Seguridade social
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Set-2016
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5030
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Monografia Larissa Losanoff Final.pdf1 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.