Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5145
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCarvalho, René Louis de-
dc.contributor.authorReis, Raphael Marzulo-
dc.date.accessioned2018-09-25T22:14:38Z-
dc.date.available2018-09-27T03:00:18Z-
dc.date.issued2009-03-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5145-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectDesenvolvimento regionalpt_BR
dc.subjectEmpresas públicaspt_BR
dc.subjectDesenvolvimento econômicopt_BR
dc.subjectIndústria brasileirapt_BR
dc.titleA evolução da economia Fluminense: formação, trajetórias, rupturas institucionais e a falta de uma estratégia de desenvolvimento regional.pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8330570199989805pt_BR
dc.description.resumoO Rio de Janeiro, desde sua criação, caracterizou-se como espaço de articulação e sede do poder nacional. De acordo com Lessa apud Osório (2005) isto se deveu inicialmente ao fato da vinda da família real, que coloca o Rio como principal porto e centro militar do país e posteriormente a instalação aqui da capital da república o consolida como centro cultural, político e econômico brasileiro. Obedecendo a essa dinâmica nacional, o Rio de Janeiro será o local aonde irão se instalar as sedes das principais empresas públicas e privadas do país, e devido a isto, se tornará o centro financeiro do país. Em 1919, São Paulo consolida-se como principal centro industrial brasileiro, concentrando por volta de 33% do valor bruto da produção industrial em contrapartida a 28% do Rio de Janeiro. No período que vai de 1919-2000 o Rio de Janeiro irá sofrer uma perda em sua participação relativa no valor bruto da produção industrial caindo para terceira posição em 2000 com 7,3% ante 9,7% da Minas Gerais e 45,3% de São Paulo. Até os anos 1960 os efeitos negativos, da perda relativa de participação na produção industrial, são atenuados pelo fato do Rio de Janeiro ser a capital da república, pois a ascensão do poderio econômico paulista não alterou o centro de gravidade do poder político, o que por si só, era um fator de atração de investimentos, e manutenção do dinamismo carioca.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Economiapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RMReis.pdf299.18 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.