Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5173
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Faciologia dos Depósitos Alúvio-coluviais Quaternários do Vale do Rio Macabu, Região Norte Fluminense
Autor(es)/Inventor(es): Costa, Lucas Araujo
Orientador: Mello, Claudio Limeira
Resumo: Este estudo tem como objetivo a análise faciológica de depósitos alúvio-coluviais quaternários do vale do rio Macabu, na região Norte Fluminense. Busca-se complementar a classificação morfoestratigráfica destes depósitos, contribuindo para a compreensão da dinâmica fluvial relacionada à construção da planície quaternária associada à desembocadura do rio Paraíba do Sul. O trabalho consistiu na caracterização, através do levantamento de seções e perfis colunares, dos depósitos sedimentares associados às unidades morfoestratigráficas. Foram propostas sete fácies sedimentares, organizadas em três associações de fácies (AF I, AF II, AF III). A unidade “terraços reafeiçoados como interflúvios” exibe areias lamosas, com intenso mosqueamento, e camadas de cascalhos ocasionalmente imbricados (AF I). Estes depósitos foram atribuídos a fluxos trativos não-confinados de alta energia. Nas “rampas de alúvio-colúvio”, observa-se predominância de camadas arenosas tabulares, com estruturas plano-paralelas incipientes, e argilo-arenosas, relacionadas, respectivamente, a fluxos em lençol e, subordinadamente, gravitacionais (AF I). Na porção transicional entre as unidades “rampas de alúviocolúvio” e “terraço de acumulação”, foi observado o predomínio de lamas em relação às areias com estratificação horizontal, ambas com geometria tabular (AF II), relacionadas à decantação de finos e fluxos em lençol. A unidade “terraço de acumulação” caracteriza-se por depósitos arenosos com estratificações cruzadas e geometria lenticular, intercalados com camadas lamosas tabulares (AF III), relacionados a fluxos canalizados e depósitos de inundação. Foi possível identificar um significativo evento neoquaternário de entulhamento das drenagens, preservado nas unidades “rampas de alúvio-colúvio” e “terraço de acumulação”. Esta fase marcaria um momento de grande aporte de sedimentos para a área da planície costeira associada à desembocadura do rio Paraíba do Sul.
Palavras-chave: Fácies Sedimentares
Depósitos alúvio-coluviais
Rio Macabu (RJ)
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Jul-2007
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5173
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
COSTA, L.pdf16,84 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.