Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5282
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: 10 anos de Impairment Test na Vale S.A.: um estudo sobre evidenciação e impactos do reconhecimento de perdas
Autor(es)/Inventor(es): Ribeiro, Rejane Rosa
Orientador: Cruz, Claudia Ferreira da
Resumo: Com a obrigatoriedade legal das companhias em efetuar a análise periódica sobre a recuperação dos valores registrados nos Ativos Imobilizado e Intangível da entidade, o presente estudo buscou analisar os impactos do reconhecimento de perda por impairment na companhia Vale S.A., no período de 2008 a 2017 e, verificar se a empresa evidencia adequadamente as informações relativas ao valor recuperável de seus ativos, conforme exigência do pronunciamento técnico CPC 01 (R1). Para cumprir o objetivo da pesquisa foram analisadas as Demonstrações Financeiras e Notas Explicativas da Vale S.A. e, foram calculados indicadores relativos ao impacto das perdas reconhecidas nos ativos e no resultado. Como base para a pesquisa, foram utilizados estudos anteriores referentes ao CPC01 (R1) em relação aos critérios de evidenciação e o Teste de recuperabilidade de ativos. Ao analisar os dados coletados e os índices encontrados entre os períodos estudados, as principais informações divulgadas foram: o valor da perda; a maneira de mensuração do valor recuperável; a linha da DRE que se encontra a perda; e as circunstâncias que levaram ao reconhecimento. A informação não evidenciada foi o valor da perda por desvalorização (ou reversão) de ativos reavaliados reconhecida em Outros Resultados Abrangentes durante o período. No cálculo e na análise dos índices econômicofinanceiros foi verificado que entre os anos de 2009 e 2011 não houve a Redução ao Valor Recuperável de Ativos, no entanto, nos anos seguintes e em 2008, a perda foi frequente e bastante significativa, o que afetou negativamente os resultados da companhia, sendo o ano de 2015 com o maior impacto entre os períodos avaliados. Conclui-se que as exigências do CPC 01 (R1) não forma totalmente observadas nas primeiras demonstrações, porém, a partir de 2012, verifica-se uma melhor qualidade na divulgação das exigências conforme o pronunciamento e, o cálculo dos índices comprovam o quanto a Redução ao Valor Recuperável de Ativo compromete a riqueza própria e gerada pela companhia. A pesquisa contribui à importância de se saber a real situação da empresa em relação aos seus ativos, à medida que incentiva novos estudos sobre o tema.
Palavras-chave: Comitê de Pronunciamentos Contábeis
Redução ao Valor Recuperável
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::CIENCIAS CONTABEIS
Departamento: Faculdade de Administração e Ciências Contábeis
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 2018
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5282
Aparece nas coleções:Ciências Contábeis

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RRRibeiro.pdf246,87 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.