Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5330
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMendonça Filho, João Graciano-
dc.contributor.authorAraujo, Pablo-
dc.date.accessioned2018-10-11T13:48:51Z-
dc.date.available2018-10-13T03:00:20Z-
dc.date.issued2011-10-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5330-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectRadioláriospt_BR
dc.subjectAquecimento globalpt_BR
dc.subjectEocenopt_BR
dc.subjectPaleocene-Eocene Thermal Maximum - PETMpt_BR
dc.subjectEarly Eocene Climatic Optimum - EECOpt_BR
dc.titleEstudo das associações de Radiolários do Eoeoceno e sua relação com os eventos climáticos globais na Bacia de Santos,Margem Continental Leste Brasileirapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0961099296657502pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1141016366254257pt_BR
dc.contributor.advisorCo1Eilert, Valesca Maria Portilla-
dc.contributor.advisorCo1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7289641667224695pt_BR
dc.contributor.referee1Rios Netto, Aristóteles de Moraes-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2055448928251991pt_BR
dc.contributor.referee2Viviers, Marta Cláudia-
dc.description.resumoA análise da ocorrência, bem como das estimativas numéricas de determinados táxons de radiolários, reconhecidos como indicadores paleoclimáticos, permitiu estabelecer, na área estudada, uma relação com os importantes eventos de mudanças climáticas globais, ocorridos na transição do Paleoceno / Eoceno. Este episódio, onde a temperatura média global oceânica subiu em torno de 5ºC em um curto período de tempo, é conhecido como Máximo Termal do Paleoceno-Eoceno (Paleocene-Eocene Thermal Maximum - PETM) e evoluiu ao longo do Eoceno inicial, com temperaturas também elevadas, para um período conhecido como Ótimo Climático do Eoceno Inferior (Early Eocene Climatic Optimum - EECO). Amostras provenientes de testemunhos do projeto PS PETROBRAS (Poço 4 – Testemunho 1 e 2) apresentaram uma nítida dominância dos radiolários de baixas latitudes, entre os quais: Amphicraspedum murrayanum, Amphicraspedum prolixum, Podocyrtis papalis. Sendo assim, as associações típicas de águas frias e eutróficas, dominantes nas massas de água do Paleoceno, são abruptamente substituídas por associações de radiolários dominadas por táxons de ambientes oligotróficos e de massas de águas subtropicais-tropicais, provavelmente associados ao Ótimo Climático do Eoceno Inferior, na base do Eoceno Inferior.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARAUJO, P.pdf1.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.