Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5399
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Caracterização geomecânica e petrofísica de coquinas da formação Morro do Chaves, seção rifte da bacia de Sergipe-Alagoas
Autor(es)/Inventor(es): Silva, Rodrigo Soares Monteiro da
Orientador: Barroso, Emilio Velloso
Coorientador: Corbett, Patrick
Resumo: A descoberta de importantes campos petrolíferos na seção rifte das bacias marginais brasileiras impulsionou, particularmente, o avanço da investigação geológica dessas unidades e suas aplicações à engenharia de reservatórios, em função de seus complexos sistemas permo-porosos. Assim, neste trabalho é analisado o comportamento geomecânico das coquinas da Formação Morro do Chaves associado à caracterização de sua petrotrama, uma vez que constituam singulares análogos aflorantes desses reservatórios de hidrocarbonetos. Este estudo foi realizado com amostras coletadas na mina CIMPOR, município de São Miguel dos Campos, Alagoas. A partir das mesmas: foram confeccionadas lâminas delgadas, para a identificação de aspectos diagenéticos e estimativa de propriedades petrofísicas; e foram preparados corpos de prova, submetidos a ensaios acústicos e de compressão triaxial, a fim de caracterizar comparativamente os diferentes litotipos coquinóides, quanto aos seus parâmetros de resistência e elásticos. As envoltórias de resistência produzidas para os diferentes corpos de prova sugerem forte influência diagenética, notadamente a concentração de porções micríticas, na resposta mecânica dessas rochas. A análise dos módulos elásticos estáticos fornece valores significativamente maiores do que os esperados, o que aponta para a inadequação das premissas teóricas de elasticidade dos corpos ao procedimento metodológico, que não excluiu as deformações plásticas nos experimentos realizados. Nos gráficos de ondas sísmicas compressivas e cisalhantes produzidos, verifica-se a subjetividade na determinação dos tempos de trânsito das ondas em razão da interferência de ruídos e, logo, a limitada acurácia nos cálculos de velocidades de onda e parâmetros elásticos dinâmicos subsequentes. Portanto, são aqui identificadas variáveis petrofísicas pré-deformacionais preponderantes na resposta geomecânica dessas coquinas, bem como os principais fatores limitantes à reprodução das condições ótimas desses experimentos em laboratório.
Palavras-chave: Geomecânica
Petrofísica
Bacia de Sergipe (Alagoas)
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Mar-2013
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5399
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SILVA, R.S.M.pdf2,24 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.