Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5414
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMagalhães, Alex Ferreira-
dc.contributor.authorRibeiro, Tarcyla Fidalgo-
dc.date.accessioned2018-10-19T14:10:55Z-
dc.date.available2018-10-26T03:00:49Z-
dc.date.issued2016-03-21-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5414-
dc.description.abstractParticularly within the past few years, much has been spoken about gentrification in Brazil. The expression appears to have turned into commonplace among scholars dedicated to studying the urban phenomenon and, occasionally, is used without scientific accuracy referring to different occurrences. Such dissimilar occurrences, however, have only the departure of poor inhabitants from a specific area as a common factor between them, usually due to public policies aimed at developing or increment urban infrastructure. The excessive use of the expression, without a careful consideration regarding the concept it encompasses, apparently has hidden, in Brazil, the debates involving the theory of gentrification, its local peculiarities and the forms of resistance against it. This is exactly what this paper aims to discuss, as it seeks to problematize the issue of gentrification in the Brazilian urban scenario and its characteristics.en
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectGentrificaçãopt_BR
dc.subjectPolíticas públicaspt_BR
dc.subjectPlanejamento territorial urbanopt_BR
dc.titleAfinal, o que é a gentrificação? Uma análise conceitual e de suas possibilidades de verificação no cenário urbano brasileiropt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de especializaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9383871504452656pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/3022011488703423pt_BR
dc.description.resumoMuito tem se falado, especialmente nos últimos anos, sobre gentrificação no Brasil. O termo parece ter se tornado lugar comum entre estudiosos do urbano e por vezes parece ser utilizado sem muito rigor científico, para referência a fenômenos distintos que em comum teriam apenas a saída de população mais pobre de determinada área, via de regra alvo de políticas públicas de redesenvolvimento ou incremento de infraestrutura urbana. A excessiva utilização do termo, sem uma reflexão atenta sobre o conceito que abriga, parece ter ocultado no Brasil os debates estabelecidos em torno da teoria da gentrificação, suas peculiaridades locais e suas formas de resistência, o que se pretende resgatar no presente trabalho a fim de problematizar a questão da gentrificação no cenário urbano brasileiro e suas características.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regionalpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regionalpt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL::METODOS E TECNICAS DO PLANEJAMENTO URBANO E REGIONALpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Política e Planejamento Urbano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TFRibeiro.pdf309,93 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.