Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5456
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRamos, Renato Rodriguez Cabral-
dc.contributor.authorFagundes, Thiago Roulien Pires-
dc.date.accessioned2018-10-26T17:46:46Z-
dc.date.available2018-10-29T03:00:11Z-
dc.date.issued2014-03-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5456-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectTufaspt_BR
dc.subjectFáciespt_BR
dc.subjectHidrogeoquímicapt_BR
dc.titleCaracterização Litofaciológica, Petrográfica e Hidrogeoquímica das Tufas Calcárias do Depósito Dezoito de Março, Serra do Cândido, Itaocara (RJ)pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4557680514419881pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2381619246261616pt_BR
dc.contributor.advisorCo1Almeida, Luís Henrique Sapiensa-
dc.contributor.advisorCo1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0111613156098422pt_BR
dc.contributor.referee1Mansur , Kátia Leite-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2321793386300188pt_BR
dc.contributor.referee2Lopes, Jane Nobre-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9873948911009372pt_BR
dc.description.resumoDepósitos de tufas calcárias das serras do Cândido e das Águas Quentes constituem os únicos deste tipo no estado do Rio de Janeiro. Tufas são depósitos calcários continentais porosos, formados em águas não termais de superfície e que tipicamente contém restos e vestígios de macrófitas, micrófitas, invertebrados e microorganismos. A área de estudo está localizada na Unidade São Joaquim, representada por mármores calcíticos de textura sacaroidal, que constitui o grande corpo contínuo orientado segundo NE-SW, que forma as serras do Cândido e das Águas Quentes. O depósito Dezoito de Março situado na vertente sudeste da Serra do Cândido é composto por diversos depósitos de tufa ativos e inativos localizados na base da serra, ao longo de uma drenagem alimentada tanto por águas superficiais, como por águas oriundas de diversas ressurgências, condicionadas por juntas horizontais e sub-horizontais, que estão associadas um padrão de fraturamento no mármore. A precipitação físico-química de minerais de CaCO3 dá-se principalmente pela perda de CO2 quando a água se precipita dos degraus, sendo acelerada pela agitação da água e/ou atividade bacteriana. Na base das cascatas ocorrem pequenos corpos d’ água onde há constante deposição de restos vegetais, como folhas e galhos, bem como sedimentos arenosos. O objetivo do presente trabalho é a caracterização litofaciológica e petrográfica das tufas, bem como a caracterização hidrogeoquímica das águas associadas aos depósitos de tufas ativas. Foram definidas cinco distintas litofácies: fitohermal estromatolítica, fitohermal macrofítica, macrodetrítica fitoclástica, macrodetrítica litoclástica e espeleotema de cascata, com base em suas características macroscópicas e microscópicas. A caracterização hidroquímica da água associada a nascente cárstica apresentou uma alta concentrações de CaCO3 dissolvido, assim como valores positivos para os índices de saturação em calcita, o que explica a ocorrência de deposição ativa de tufas no depósito Dezoito de Março.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FAGUNDES, T.R.P.pdf3.35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.