Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/6057
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAzevedo, Débora de Almeida-
dc.contributor.authorCardoso, Thiago Carvalho-
dc.date.accessioned2019-01-07T22:29:40Z-
dc.date.available2019-01-09T02:00:48Z-
dc.date.issued2012-03-30-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/6057-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAcilgliceróispt_BR
dc.subjectBiodieselpt_BR
dc.subjectCromatografiapt_BR
dc.subjectExtração em fase sólidapt_BR
dc.titleSeparação e isolamento de acilgliceróis do Biodiesel por Extração em Fase Sólida (EFS) e caracterização por Cromatografiapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5767899024347177pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2239733079852259pt_BR
dc.contributor.advisorCo1d’Avila, Luiz Antonio-
dc.contributor.advisorCo2Andrade, Débora França de-
dc.contributor.advisorCo2Latteshttp://lattes.cnpq.br/6491352643617030pt_BR
dc.contributor.referee1Valente, Ligia Maria Marino-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6503459496406997pt_BR
dc.contributor.referee2Rezende, Michelle Jakeline Cunha-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/8174906526130941pt_BR
dc.description.resumoDurante a reação de transesterificação de óleos vegetais para a produção do biodiesel, ocorre a formação de acilgliceróis (intermediários de reação). Além destes intermediários, os triacilgliceróis (TAG) não reagidos também podem contaminar o produto final. A presença de monoacilgliceróis (MAG), diacilgliceróis (DAG) e TAG no biodiesel pode levar a problemas operacionais severos quando utilizados em motores de combustão, incluindo a formação de depósitos no motor e o entupimento de filtros. Com o aumento da produção e consumo do biodiesel, é necessário o controle de qualidade para garantir um bom produto ao consumidor. Desta forma, especificações estão sendo adotadas de modo a assegurar a qualidade do biodiesel produzido. Porém, há a necessidade de se desenvolver técnicas mais rápidas, mais precisas e mais baratas, para que o controle seja extensivo e acessível, pois desta forma a garantia e a credibilidade sobre o produto será atestada. No presente projeto, utilizaram-se cinco diferentes óleos vegetais (milho, canola, soja, algodão e girassol) para a obtenção de produtos de transesterificação de alta e baixa conversão. Utilizou-se a técnica de ressonância magnética nuclear de hidrogênio (RMN ¹H) para a determinação da conversão nos produtos de transesterificação obtidos. Esses produtos foram analisados por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) e por cromatografia em fase gasosa (CG). A técnica de extração em fase sólida (EFS) foi empregada para a separação e obtenção de frações enriquecidas em ésteres metílicos de ácidos graxos (EsMAG) e em MAG, DAG e TAG. As frações obtidas por EFS foram analisadas por CG (ASTM D 6584, 2010 a) e por CLAE. Foi possível evidenciar as diferenças de composição, por CLAE e CG, dos principais constituintes do biodiesel (EsMAG, MAG, DAG e TAG) quando analisamos os produtos de transesterificação de alta e baixa conversão. Além disso, as técnicas de CLAE e CG também foram empregadas para a avaliação da composição das frações obtidas através da EFS. A CLAE e a CG se mostraram adequadas para a avaliação da composição dos produtos de transesterificação obtidos com diferentes graus de conversão e, portanto, diferentes composições em cada classe (EsMAG, MAG, DAG e TAG).pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Químicapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA::QUIMICA ORGANICApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Thiago Carvalho Cardoso.pdf1,69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.