Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/6084
Tipo: Dissertação
Título: Os papéis do intérprete de libras na sala de aula inclusiva
Título(s) alternativo(s): The roles of a brazilian sign language (LSB/Libras) interpreter in a classroom with attended both deaf and hearing students
Autor(es)/Inventor(es): Leite, Emeli Marques Costa
Orientador: Neiva, Aurora Maria Soares
Resumo: Este é um estudo que apresenta uma análise micro-etnográfica do trabalho do intérprete de Libras na sala de aula inclusiva, onde atua fazendo interpretação simultânea e ou consecutiva. O principal objetivo é identificar os possíveis papéis que o intérprete pode ocupar nesse novo espaço educacional, contexto em que foi recentemente inserido através da Política de Educação Inclusiva. A análise foi realizada com base nos seguintes construtos teóricos: 1) os papéis interacionais de Goffman (1981); 2) o modelo de formato de recepção e a taxonomia de tipos e subtipos de enunciados gerados em comunicação mediada por intérpretes, propostos por Wadensjö (1998); e 3) os conceitos de enquadre e esquema apresentados por Tannen e Wallat (1987/1998). O estudo conclui que o intérprete desempenha diversos papéis quando interpreta na sala de aula inclusiva, inclusive um que não é propriamente o seu: o de professor. Esta constatação se dá observando os enunciados do intérprete e os outros enunciados gerados no contexto pesquisado, conduzindo a reflexões não só sobre o trabalho do intérprete em sala de aula, como também sobre a qualidade do atendimento educacional a que tem direito o aluno surdo.
Resumo : This thesis is a micro-ethnographic analysis of the performance of a LIBRAS (Brazilian Sign Language) interpreter in a classroom attended by both deaf and hearing students, while interpreting in consecutive and simultaneous formats. Its main objective is to identify the kinds of role an interpreter may perform in this new educational context, where LIBRAS interpreters have been recently expected to operate, as ruled by the Brazilian Ministry of Education Policy of Inclusive Education. The analysis was carried out in light of the following constructs: 1) Goffman's (1981) theory of interactional roles; 2) Wadensjö's (1998) reception format model and her taxonomy of utterances generated in interpreter-mediated communication; and 3) Tannen and Wallat's (1987/1998) concepts of frames and schema. It concludes that the interpreter under study performs several roles when working in a classroom with both deaf and hearing students, including the unexpected role of a teacher. This can be attested by observing interpreter utterances and those of the other participants of this classroom event. As a result, the study highlights aspects that deserve further investigation about the responsibilities of LIBRAS interpreters in a classroom situation and the right of deaf students to have quality education.
Palavras-chave: Língua de sinais
Língua brasileira de sinais
Deficiente auditivo
Linguagem
Educação especial
Educação inclusiva
Sociolinguística
Assunto CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::SOCIOLINGUISTICA E DIALETOLOGIA
Programa: Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Linguística Aplicada
Departamento: Faculdade de Letras
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 7-Jul-2004
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/6084
Aparece nas coleções:Interdisciplinar em Linguística Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
634144.pdf21,99 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.