Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/6263
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: A necessidade de adequação dos cursos de licenciatura na abordagem de problemas sociais e familiares
Author(s)/Inventor(s): Novaes, Fábio Junior Moreira
Advisor: Takase, Iracema
Co-advisor: Nascimento, Juliana Rangel do
Abstract: Diante de uma experiência importante para a minha formação profissional, preocupo-me em relatá-la para outros, atuais e futuros educadores. Em janeiro de 2008, participei de um projeto social e de desenvolvimento humano, denominado King’s Kids. O projeto, voltado para crianças e adolescentes se diferencia de uma colônia de férias pela reprodução de um ambiente cuja atmosfera se assemelha a um ambiente familiar. A problemática vivida por estas crianças é e será a mesma enfrentada pelos alunos nas escolas de Ensino Médio e Fundamental. Pude compartilhar de suas realidades e foi marcante o relato de grande número delas que sofreram diversos tipos de violência domiciliar (cerca de 85% dos casos), incluindo sexual. E disto resultam suas dificuldades de relacionamento interpessoal, tanto no aspecto social quanto no sentimental. Alguns sintomas de tais atos de violência foram diagnosticados, como isolamento e comportamento anti-social, indefinição sexual, aversão ao relacionamento sentimental, dissociações entre idade física e mental. Contudo, notam-se crises de identidade, correlacionada diretamente ao histórico familiar: ausência das figuras materna e/ou paterna, sendo esta última a mais comum. Outro aspecto encontrado referente a ausência de uma ou ambas as figuras paternas é a inversão dos papéis familiares, cuja conseqüência possível é não legitimar a autoridade dos pais dentro da estrutura familiar, podendo se estender para outras instâncias sociais, como pode acontecer com o Estado. Por fim, pode restar nos a pergunta: “Mas o que este tudo tem a ver com o ensino de Química? E de que maneira eu professor de química posso ser afetado por tal realidade ou mudá-la?” Considerando que a escola, entidade representante do Estado, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando e seu preparo para a cidadania, esta se mostra como lugar ideal para detecção e intervenção em casos de violência contra crianças e adolescentes. Porém, como um dos futuros representantes do Estado para a formação e educação desses indivíduos, sinto–me totalmente desqualificado pela formação acadêmica que tenho tido, para lidar com realidades deste tipo. Penso que os cursos de licenciatura devem assumir o papel de qualificação profissional de seus licenciandos, informado-os sobre o tema, a legislação aplicada e sobre os direitos da criança e do adolescente. Desta forma, educadores preparados poderiam identificar, mais precocemente, sintomas do abuso sexual e outros tipos de violência nessa faixa etária e promover uma intervenção mais precoce, com o intuito de evitar ou amenizar as conseqüências que tais problemas familiares e sociais, podem ter sobre o aprendizado destes educandos, sobre seu convívio social e exercício da cidadania.
Keywords: Educação
Problemas familiares
Licenciatura
Problemas Sociais
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
Department : Instituto de Química
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 5-May-2009
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FÁBIO JUNIOR MOREIRA NOVAES.pdf622,32 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.