Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/6305
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRibeiro, André-
dc.contributor.authorMafia, Manuella Virgolino-
dc.date.accessioned2019-01-31T11:03:56Z-
dc.date.available2019-02-02T02:00:15Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/6305-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEstruturas no hanging wallpt_BR
dc.subjectFalhas lístricaspt_BR
dc.subjectModelagem físicapt_BR
dc.titleModelagem física de estruturas geradas no hanging wall de falhas lístricaspt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0217055111543883pt_BR
dc.contributor.advisorCo1Lourenço, Fernanda Silva-
dc.contributor.advisorCo1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6671232788232814pt_BR
dc.contributor.referee1Nascimento, Debora Barros-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3490111053116218pt_BR
dc.contributor.referee2Negrão, Silvia Cristina Barroso-
dc.description.resumoO trabalho consistiu em três experimentos físicos em caixa de areia com objetivo de analisar as estruturas formadas no hanging wall de falhas lístricas extensionais do tipo rampa-plataforma. Três blocos rígidos, um de madeira e dois de espuma fenólica, simularam o footwall estático, que não foi deformado durante os ensaios. No bloco de madeira já existia uma superfície com rampa e plataforma planares. Em um dos blocos de espuma foram escavadas rampas curvas côncavas para o topo e duas plataformas horizontais; no outro uma rampa curva côncava que passa convexa e uma plataforma horizontal. Nos três experimentos foi sobreposto ao relevo escavado nos blocos rígidos uma folha de acetato e sobre ela os sedimentos que simularam a sucessão pré-tectônica. Para gerar extensão, a folha de acetato foi puxada por um motor nos dois primeiros ensaios, com velocidades de 198,72 mm/h e 275, 61 mm/h, respectivamente. No terceiro ensaio a folha foi puxada manualmente a uma velocidade variada entre 190 e 270 mm/h. A medida que depocentros eram formados, estes eram manualmente preenchidos por areia colorida, para simular a sucessão sin-tectônica. As estruturas geradas no primeiro experimento foram: falha lístrica mestra, rollover e falha de empurrão sobre a rampa, além de falhas normais sintéticas e antitéticas sobre a plataforma. No segundo experimento, formaram-se falha lístrica mestra, rollover e falha de empurrão sobre a rampa superior, e falhas normais sintéticas e antitéticas sobre a plataforma superior. Sobre a rampa côncava inferior, ocorreu um arqueamento das sucessões pré- e sin-tectônicas e falhas antitéticas reversas. No terceiro experimento formaram-se falha mestra lístrica com rollover nas camadas pré-tectônicas e grábens de colapso nas sin-tectônicas sobre a rampa côncava. Formou também um sinformal acima da transição rampa convexa para plataforma. As estruturas nos três experimentos foram geradas devido ao relevo pré-existente no footwall. Na natureza relevos similares ocorrem, por exemplo, em paredes de domos de sal e taludes em bordas de bacias. As estruturas geradas nos experimentos são similares às que aparecem em seções sísmicas que mostram falhas lístricas de crescimento e outras estruturas, como no Golfo do México e na Bacia Joana D’Arc em Newfoundland. Nestas e outras bacias o rollover é a principal armadilha para o óleo e gás. Assim, os experimentos constituem uma ferramenta auxiliar no entendimento da gênese de estruturas extensionais comuns em bacias que contêm sistemas petrolíferos.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MAFIA, M.V.pdf3,5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.