Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/6584
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCosta, Cristiane Henriques-
dc.contributor.authorFerreira, Bruna de Lara Morais-
dc.date.accessioned2019-02-22T19:03:31Z-
dc.date.available2019-02-24T03:00:18Z-
dc.date.issued2017-06-22-
dc.identifier.citationFERREIRA, Bruna de Lara Morais. Quando a violência adoece as mulheres: uma reportagem digital. 2017. 101 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/6584-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectReportagempt_BR
dc.subjectViolência domésticapt_BR
dc.subjectViolência sexualpt_BR
dc.subjectJornalismo onlinept_BR
dc.titleQuando a violência adoece as mulheres: uma reportagem digitalpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8352428563251145pt_BR
dc.contributor.advisorCo1Escóssia, Fernanda Melo da-
dc.contributor.advisorCo1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7675133941468534pt_BR
dc.contributor.referee1Fraga Júnior, Plínio José da-
dc.contributor.referee2Domingues, Rachel Bertol-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/6048950036951543pt_BR
dc.description.resumoTrabalho composto por três reportagens digitais sobre o adoecimento de mulheres sobreviventes de violência doméstica e sexual e por uma reflexão teórica do tema. Ele busca evidenciar essas formas de abuso como fenômenos sociais complexos com repercussões profundas sobre quem as sofre e refletir sobre o papel do jornalismo na construção de uma sociedade livre da violência de gênero. As matérias, disponíveis online, apresentam as mulheres não como meras vítimas ou estatísticas, mas sim como protagonistas, donas de sua história. Compostas por textos, vídeos e infográficos, as reportagens investigam a associação entre essas formas de abuso e o desenvolvimento de doenças crônicas, a assistência recebida pelas sobreviventes nos serviços de saúde e as políticas de saúde e de enfrentamento à violência contra as mulheres. A parte teórica apresenta as relações de poder que fundamentam a violência doméstica e sexual em âmbito íntimo e sociocultural, seus efeitos sobre a saúde e a cobertura jornalística do tema. São articulados conceitos como gênero, patriarcado, cultura do estupro, violência simbólica e trauma, a partir de autoras como Simone de Beauvoir, Joan Scott, Susan Brownmiller e Judith Herman e do autor Pierre Bourdieu.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Bferreira.pdf541,62 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.