Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/659
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorHerschmann, Micael Maiolino-
dc.contributor.authorCura, Tayanne Fernandes-
dc.date.accessioned2016-07-19T19:46:24Z-
dc.date.available2016-07-21T03:00:09Z-
dc.date.issued2013-12-21-
dc.identifier.citationCURA, Tayanne Fernandes. A experiência social da música: um estudo sobre o consumo cultural juvenil nas festas da Casa da Matriz. 2013. 108 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Publicidade e Propaganda) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/659-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMúsicapt_BR
dc.subjectExperiênciapt_BR
dc.subjectConsumopt_BR
dc.titleA experiência social da música: um estudo sobre o consumo cultural juvenil nas festas da Casa Matrizpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8285658527971096pt_BR
dc.contributor.referee1Cardoso, Monica Machado-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3192570587798184pt_BR
dc.contributor.referee2Strozenberg, Ilana-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/0352176322106482pt_BR
dc.description.resumoOs novos tempos sinalizam um processo significativo de transformação e reestruturação das antigas e influentes indústrias culturais do século passado. A crise do business fonográfico e a apropriação de tecnologias digitais interativas, que potencializou o consumo e produção musical alternativos, são apenas alguns aspectos das mudanças em curso. Ao mesmo tempo em que se observa o posicionamento mais autônomo das indies no mercado musical, as tradicionais majors buscam se adaptar ao contexto da crise fonográfica, através do investimento alocado na indústria de entretenimento, associada aos grandes shows e festivais de música. A comercialização de “sensações” e experiências garantem os verdadeiros lucros na atual conjuntura da globalização, na qual a profusão de ofertas de lazer impulsiona diferentes setores da indústria criativa na entrega de um entretenimento diversificado e relevante. O foco da pesquisa é salientar que, assim como os concertos ao vivo, as casas noturnas são espaços culturais fomentadores de uma experiência social e coletiva motivada pela música. O consumo cultural da música preenche simbolicamente um espaço, transformando-o em um lugar familiar para o público frequentador. Nesse sentido, optou-se por um estudo de caso sobre a ambiência e o comportamento de habitués das festas da Casa da Matriz, representante do circuito alternativo de casas noturnas cariocas. A partir da análise desse caso particular, afirma-se que os jovens se organizam em forma de comunidades emocionais, fundadas na relação presencial e nas afinidades, para fins de socialização e atualização do sentimento de pertencimento a uma dada coletividade. Confirma-se também que o consumo musical é elemento essencial na construção de identidades e sociabilidades juvenis no contexto contemporâneo.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RELACOES PUBLICAS E PROPAGANDApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Publicidade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TFCura.pdf3,16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.