Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/6754
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSilva, Célia Regina Sousa da-
dc.contributor.authorAlmeida, Louise Costa da Silva-
dc.date.accessioned2019-03-20T15:26:31Z-
dc.date.available2019-03-22T03:00:34Z-
dc.date.issued2016-08-23-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/6754-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEducação inclusivapt_BR
dc.subjectDeficiência visualpt_BR
dc.subjectEnsino de químicapt_BR
dc.subjectPortador de Necessidades Educacionais Especiaispt_BR
dc.titleEnsino de química para alunos com deficiência visual: Um estudo qualitativo-exploratóriopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9380934750092649pt_BR
dc.contributor.advisorCo1Martinhon, Priscila Tamiasso-
dc.contributor.advisorCo1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0907008554946779pt_BR
dc.contributor.referee1Nascimento, Marco Antônio Chaer do-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3314639624288740pt_BR
dc.contributor.referee2Rocha, Alexandre Braga-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9723021003007022pt_BR
dc.contributor.referee3Martins Filho, Alcindo Miguel-
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/3079835167614507pt_BR
dc.description.resumoTemáticas inclusivas, no âmbito educacional, estão relacionadas a vários fatores - formação universitária, capacitação continuada de professores e funcionários, entre outros - que em última análise refletem, não só a carência de políticas públicas inclusivas, mas principalmente ao não cumprimento das ações já existentes. Consequentemente, o ensino brasileiro ainda exibe fortes características excludentes, e não é raro o corpo escolar se sentir despreparado para uma efetiva atuação inclusiva, principalmente quando há em suas classes alunos portadores de necessidades educacionais especiais. O objetivo do presente trabalho consiste em apresentar um panorama geral de como ocorre o processo inclusivo de não videntes, principalmente no que tangencia o ensino de química, e apresentar algumas ferramentas capazes de enriquecer a aprendizagem desses sujeitos. Assim, partindo da premissa de que a escolha epistemológica orienta ações coerentes entre a fala e a prática docente, essa pesquisa propõe uma análise dialógica-crítica-descritiva, sob a ótica do ensino de química, acerca da aprendizagem de alunos com deficiência visual. Em suma, trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa cujo nível é exploratório-descritivo, com delineamento documental-bibliográfico. Os documentos e artigos foram selecionados de modo a agrupar ideias centrais sobre portadores de deficiência visual no Brasil; leitura e escrita ajustada à percepção tátil; ensino e o indivíduo com deficiência visual e desafios na formação e atuação profissional. A análise dos dados foi realizada segundo critérios pré-estabelecidos, que sugerem um perfil para as principais dificuldades do processo inclusivo, além de identificar algumas ferramentas didáticas existentes, que podem ser utilizadas como suporte do mesmo.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Químicapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Louise Costa da Silva Almeida.pdf1.36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.