Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/7931
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorÁvila, Ciro Alexandre-
dc.contributor.authorSilveira, Viktor Souto Louback-
dc.date.accessioned2019-05-16T12:20:12Z-
dc.date.available2019-05-18T03:00:33Z-
dc.date.issued2016-03-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/7931-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectGranitoide Bom Sucessopt_BR
dc.subjectDiques de diabásiopt_BR
dc.subjectMapeamento geológicopt_BR
dc.subjectPetrografiapt_BR
dc.subjectCráton São Franciscopt_BR
dc.titleMapeamento geológico e petrografia do metagranitoide Bom Sucesso e dos diques de metadiabásio, noroeste da Serra de Bom Sucesso, Minas Geraispt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/1281397426132157pt_BR
dc.contributor.referee1Guedes, Eliane-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8937741128112930pt_BR
dc.contributor.referee2Neumann, Reiner-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/1230787582936458pt_BR
dc.description.resumoO presente trabalho tem como objetivo o estudo geológico dos litotipos que compõe o embasamento da porção noroeste da serra de Bom Sucesso. visando sua inserção no contexto evolutivo da borda meridional do cráton do São Francisco durante o arqueano. Para se alcançar o objetivo proposto foi realizado o mapeamento geológico na escala de 1:25.000 em uma área de cerca de 42 km2 entre as cidades de Bom Sucesso, Ibituruna e São Tiago, bem como o estudo mineralógico e petrográfico dos principais litótipos. A área estudada é representada pelos seguintes unidade: 1) Rochas metaultramáficas; 2) Ortognaisse granítico; 3) Metagranitoide Bom Sucesso; 4) Diques de metadiabásio; 5) Diques de metadiabásio porfirítico; 6) sequência metassedimentar da Serra de Bom Sucesso. A rochas metaultramáficas são compostas por xistos e filitos ultramáficos bastante deformados e alterados, ocorrendo em apenas dois pequenos corpos na área. Sugere-se que estas corresponderiam a prováveis porções desmembradas do maciço ultramáfico do Morro das Almas, que aflora nas proximidades. O ortognaisse granítico é caracterizado por seu bandamento e estrutura gnáissica, sendo subdividido em seis litótipos diferentes: 1) Metagranitoide de granulação média, esbranquiçado, hololeucocrático, levemente foliado, equigranular e de composição granítica. 2) Metagranitoide de granulação fina, branco acinzentado, leucocrático, fortemente foliado, equigranular e de composição granodiorítica. 3) Metagranitoide de granulação média a grossa, branco acinzentado, leucocrático, insipientemente foliado, equigranular e de composição tonalítica. 4) Anfibolito de granulação fina a média, esverdeado a cinza e foliado. 5) Pegmatitos de granulação grossa a muito grossa, brancos e homogêneos. 6) Gnaisse leucocrático com cor cinza clara, fortemente foliado e com a presença de níveis quartzo feldspáticos e de níveis salpicados em biotita. Pelas suas características e pela proximidade dos seus principais afloramentos com o ortognaisse São Tiago, sugere-se uma possível correlação entre os mesmos. O metagranitoide Bom Sucesso varia de hololeucocrático a leucocrático, de médio a grosso e de equigranular a porfirítico com fenocristais de feldspato de até 2,5 cm que encontram-se alinhados segundo uma direção preferencial, que pode ser devido a fluxo magmático ou a deformação. Suas rochas são compostas por quartzo, plagioclásio, microclina e biotita, enquanto os minerais acessórios e secundários correspondem a allanita, zircão, apatita, titanita1, minerais opacos, galena, monazita, thorogummita, epidoto, clinozoisita, zoisita, biotita2, titanita2, sericita, carbonato e clorita. É cortado por veios félsicos e pegmatitos, que podem apresentar bordas retilíneas e contatos bem definidos ou bordas irregulares e contatos difusos, bem como possui diversos tipos de enclaves. Sua composição varia de granodiorítica até sienogranítica com um pequeno gap no campo monzogranítico, que pode estar associada a uma gradação composicional e textural. A partir das suas principais características pode-se sugerir que este seria compatível com o magmatismo potássico tardio, que foi amplamente desenvolvido nos complexos metamórficos arqueanos entre 2750 e 2700 Ma. Os diques de metadiabásio ocorrem na forma de vários blocos in situ que normalmente estão alinhados e cuja espessura pode alcançar até algumas dezenas de metros e comprimento de até alguns quilômetros Possuem direção preferencial NE-SW, porém foram identificados três corpos com a orientação NW-SE. A textura predominantemente é equigranular fina a média, isotrópica ou foliada, enquanto raras amostras possuem textura porfirítica com fenocristais de feldspato tabulares e alongados. A mineralogia desses corpos é representada por hornblenda, plagioclásio, epidoto, zoisita, quartzo, titanita, apatita, zircão, minerais opacos, barita, calcopirita, ilmenita, pirita e zircão. Sugere-se que poderiam estar relacionados a um processo de quebra do paleocontinente no final do arqueano ou a um magmatismo com idade próxima a 1,71 Ga, semelhantemente ao caracterizado na região próxima a Pará de Minas. O dique de metadiabásio porfirítico ocorrem na forma de blocos in situ, que podem estar alinhados ou não, alcançando espessura de até algumas dezenas de metros e comprimento na ordem de kilometros. É intrusivo no metagranitoide Bom Sucesso e composto por fenocristais de plagioclásio imersos numa matriz fina a média, de coloração verde escura, composta principalmente de plagioclásio e anfibólio. Os fenocristais apresentam ampla variação no tamanho, na forma (desde tabular até circular) e na percentagem, podendo compor de 3% até 90% da rocha.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::PETROLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SILVEIRA, V.S.L.pdf8,63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.