Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/7993
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFreire, Denise Maria Guimarães-
dc.contributor.authorSansoldo, Pedro Victor Guerra da Silva-
dc.date.accessioned2019-05-20T18:07:23Z-
dc.date.available2019-05-22T03:00:38Z-
dc.date.issued2019-05-08-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/7993-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectBiovalorizaçãopt_BR
dc.subjectResíduospt_BR
dc.subjectTratamento biológicopt_BR
dc.subjectBiodigestãopt_BR
dc.subjectIndústria de sorvetespt_BR
dc.titleBiovalorização de resíduos da indústria de sorvetespt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5284295521212505pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6695434626318180pt_BR
dc.contributor.advisorCo1Cammarota, Magali Christe-
dc.contributor.advisorCo1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1834090751580049pt_BR
dc.description.resumoO resíduo de sorvete é composto integralmente pela mistura descongelada de sorvete ​in natura . Ele apresenta consistência viscosa , elevada concentração de gordura e elevado teor energético, características que o tornam um forte candidato à biovalorização. Por outro lado, a biodigestão anaeróbia é um método consolidado e economicamente vantajoso para o tratamento de efluentes e resíduos de alta carga orgânica por gerar como subproduto o biogás, porém é fortemente inibida pela presença de lipídeos. Tendo em vista viabilizar a digestão anaeróbia da matéria orgânica do resíduo de sorvete, neste trabalho foi realizada a separação de seu conteúdo de gordura por meio de sua diluição com efluente aquoso não-tratado e acidificação a pH = 1,0 com HNO​3​. A fase aquosa dele resultante foi utilizada como substrato em ensaios de biodigestão anaeróbia a 30°C com razão Inóculo/Substrato = 2 e pH = 7. A metodologia proposta foi capaz de extrair 70,6% da DQO​s do resíduo para a fase aquosa, porém o conteúdo de óleos e graxas nela restante (4735 mg/L, equivalente a 9,4% do total) foi ainda muito acima do limite a partir do qual a metanogênese é inibida (500 mg/L). A produção de biogás da digestão anaeróbia se estabilizou em cerca de 10 dias e apresentou elevada remoção de demanda química de oxigênio solúvel (DQO​s​) (97,8%), indicando que a matéria orgânica extraída no processo é altamente biodegradável. Por outro lado, a produção específica de metano e a eficiência de conversão de DQO a metano (78,7 mL de CH​4​/g DQO removida e 23,8%, respectivamente) foram muito baixas devido à inibição competitiva pela presença de nitrato no meio. Conclui-se que, apesar da metodologia de separação proposta necessitar de aprimoramento, estima-se que esse resíduo apresenta elevado potencial para a cogeração de energia elétrica (25,48 kWh/semana) por meio da produção de metano.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Químicapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOQUIMICApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Pedro Victor Guerra da Silva Sansoldo.pdf941,36 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.