Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/814
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRibeiro, Ana Paula Goulart-
dc.contributor.authorCorrêa, Moysés Chernichiarro-
dc.date.accessioned2016-09-27T18:25:38Z-
dc.date.available2016-09-29T03:00:13Z-
dc.date.issued2004-12-08-
dc.identifier.citationCORRÊA, Moysés Chernichiarro. Jornalismo sindical confederativo e o discurso neoliberal sobre a organização dos trabalhadores. 2004, 119 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/814-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectJornalismo sindicalpt_BR
dc.subjectSindicalismopt_BR
dc.subjectTrabalhadorespt_BR
dc.subjectMídia impressapt_BR
dc.titleJornalismo sindical confederativo e o discurso neoliberal sobre a organização dos trabalhadorespt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2408262120718131pt_BR
dc.contributor.referee1Argolo, José Amaral-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2736811607948853pt_BR
dc.contributor.referee2Barros, Sebastião Amoêdo de-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9348394251309785pt_BR
dc.description.resumoIndaga a respeito do papel do jornalismo sindical na busca da unidade dos trabalhadores no Brasil, no início do século XXI, inclusive um possível esvaziamento, alguma partidarização e a influência do discurso neoliberal no jornalismo sindical, tomando como objeto de estudo o Jornal dos Trabalhadores no Comércio do Brasil (JTCB), editado desde outubro de 1973 pela Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC), a maior dentre as entidades de plano confederativo existentes no País. Para tal análise, considerando que um exsindicalista, fortemente influente no segmento sindical, é o Presidente da República, faz-se necessário desconstruir o discurso neoliberal sobre a organização dos trabalhadores brasileiros, uma vez que, além disso, o discurso oficial deste período coloca em pauta a rediscussão e a redefinição dos postulados básicos da organização sindical vigente, definidos na Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988: unicidade sindical, custeio compulsório, sistema confederativo e conceito de categoria profissional. Além de discorrer sobre as posições de diversos estudiosos a respeito da atuação do movimento sindical dos trabalhadores e temas correlatos – globalização, nova ordem mundial, revolução técnicocientífica e sua relação com as mudanças no mundo do trabalho –, expõe-se ainda as polêmicas sobre esses temas – principalmente a globalização e as transformações no mundo do trabalho. Partindo-se da origem do sindicalismo no mundo e no Brasil, passando pela visão marxista-leninista sobre o partido político como organizador coletivo, volta-se o olhar para as transformações no mundo do trabalho, o conceito para o jornalismo sindical, o contexto econômico em que se inserem o sindicalismo e sua imprensa, a situação do sindicalismo no Brasil, a comunicação sindical confederativa e a importância do jornal impresso para a ação sindical. Analisa-se ainda se a exclusividade na utilização da mídia impressa em detrimento de outras, como a televisão, caracteriza uma limitação do movimento dos trabalhadores, discutindo-se a utilização da televisão como instrumento de descaracterização do sindicalismo. Finalmente, chega-se à apreciação histórica do JTCB, traçando um paralelo entre este e a imprensa comunitária, analisando seu discurso através do estudo de vinte e duas edições, buscando verificar se a CNTC, através desse jornal, está aberta à sociedade ou desenvolve prática neocorporativista e avaliar a participação das federações filiadas na produção do Jornal. Busca-se ainda verificar se o jornalismo sindical confederativo se enquadra na chamada imprensa contra-hegemônica e se sua prática jornalística é de base dialógica e horizontal.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MCORRÊA.pdf981.77 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.