Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/1312
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Comunicação e gerenciamento de crises: um estudo de caso da campanha publicitária "superação" da Petróbras
Autor(es)/Inventor(es): Dirickson, Lia Galrão
Orientador: Latini, Gabriela Nóra Pacheco
Resumo: Analisa o gerenciamento de crises a partir do papel da comunicação apresentando como estudo de caso a campanha publicitária “Superação” da Petrobras, estratégia de comunicação escolhida pela empresa durante um momento de crise. Uma crise é um abalo na normalidade de uma empresa ou pessoa, carregando consigo uma cobertura extensiva da mídia e que exige pronta ação dos agentes responsáveis ou vítimas do fato negativo. Se não bem gerenciada, ela pode extrapolar o controle, afetando o negócio, a vida, a imagem e a reputação. O trabalho mapeia as discussões sobre identidade, imagem e reputação. Busca-se definir o conceito de crise, suas origens e qual a função da comunicação durante um evento negativo.
Palavras-chave: Estrategia de comunicação
Petrobras
Identidade
Imagem organizacional
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RELACOES PUBLICAS E PROPAGANDA
Departamento: Escola de Comunicação
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 11-Mar-2016
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Citação: DIRICKSON, Lia Galrão. Comunicação e gerenciamento de crises: um estudo de caso da campanha publicitária "superação" da Petrobras. 2016. 51 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Publicidade e Propaganda) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.
URI: http://hdl.handle.net/11422/1312
Aparece nas coleções:Comunicação - Publicidade

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LDirickson.pdf742,93 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.