Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/3855
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Esquenta!: estratégia para uma produção classe C contemporânea
Autor(es)/Inventor(es): Couto, Pedro Ivo Batista do
Orientador: Luz, Cristina Rego Monteiro da
Resumo: Observa a transposição da cultura popular para a televisão, através do estudo de caso do programa de auditório Esquenta!, liderado por Regina Casé. A relevância desse programa no contexto atual justifica-se porque exemplifica uma mudança nas relações socioculturais hegemônicas, trazendo o periférico ao centro, em função do aumento de participação no consumo de bens materiais e culturais por de pessoas poder aquisitivo em ascensão no país. Além da estrutura do conteúdo simbólico do programa, será analisada a associação proposta na narrativa presente na produção, de conjugação de formas de mediação, diversão e inclusão. Os principais autores de referência são Mikhail Bakhtin, Jesús Martin-Barbero e Muniz Sodré, que trabalham pontos fundamentais para a execução desta pesquisa.
Palavras-chave: Televisão
Minorias étnicas
Representação
Esquenta (programa)
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAO
Departamento: Escola de Comunicação
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 15-Jul-2013
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Citação: COUTO, Pedro Ivo Batista do. Esquenta!: estratégia para uma produção classe C contemporânea. 2013. 60 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Jornalismo) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.
URI: http://hdl.handle.net/11422/3855
Aparece nas coleções:Comunicação - Jornalismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PCouto.pdf567,89 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.