Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/10192
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLeite, Janete Luzia-
dc.contributor.authorValladares, Leonardo Fernandes-
dc.date.accessioned2019-10-22T16:30:31Z-
dc.date.available2019-10-24T03:00:11Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationVALLADARES, Leonardo Fernandes. Assédio moral laboral: suas implicações na saúde dos alunos trabalhadores do curso noturno de Serviço Social da UFRJ. 2016. 99 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Serviço Social) - Escola de Serviço Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/10192-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectSaúde do trabalhadorpt_BR
dc.subjectAssédio moralpt_BR
dc.subjectRelações de trabalhopt_BR
dc.titleAssédio moral laboral: suas implicações na saúde dos alunos trabalhadores do curso noturno de Serviço Social da UFRJpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4459055700086649pt_BR
dc.description.resumoAnalisa as implicações e impactos do assédio moral na saúde dos alunos trabalhadores do curso noturno de Serviço Social da UFRJ do 1º semestre de 2015. Essa temática é relevante por entender que este é um assunto denso e complexo e que vem acometendo cada vez mais a saúde do trabalhador. O método da abordagem foi quanti-qualitativa (mista), utilizando-se na fase exploratória a entrevista informal e a investigação bibliográfica. Na coleta de dados, foram aplicados questionários com perguntas abertas, fechadas e de múltipla escolha. O processo de investigação possibilitou conhecer melhor o tema (assédio moral) e suas diferenças. Portanto, o referencial teórico foi de suma importância, pois permitiu alcançar conceitos diversos, mas que ao final se dialogavam. Ao problematizar o assédio moral, na saúde do trabalhador, verificou-se que ele se intensifica mais por causa do produtivismo capitalista. Na medida em que trabalhadores são pressionados a cumprirem metas inalcançáveis, há um aumento significativo de problemas de saúde física e mental no universo laboral. Um dos desafios foi verificar se havia, de fato, nexo causal entre assédio moral e a saúde do trabalhador. Portanto, em relação aos resultados constatou-se que há nexo causal entre ambos e que a principal causa está atrelada ao modelo vigente de gestão do processo de trabalho, ou seja, o cerne deste problema não está no indivíduo e sim na organização e no processo de trabalho. Percebe-se, após os resultados, que a classe trabalhadora certamente acumulará outras problemáticas sociais, a exemplo do absenteísmo que demandaria ser abordado num segundo momento com outro trabalho investigativo.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Serviço Socialpt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL::SERVICO SOCIAL APLICADO::SERVICO SOCIAL DO TRABALHOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LValladares.pdf1,2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.