Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/11009
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCavalcanti, Cecília Paiva Neto-
dc.contributor.authorMoreira, Sabrina Mendonça de Oliveira-
dc.date.accessioned2020-01-10T14:41:51Z-
dc.date.available2020-01-12T03:00:10Z-
dc.date.issued2016-07-
dc.identifier.citationMOREIRA, Sabrina Mendonça de Oliveira. O acompanhamento familiar na política de assistência: nova institucionalidade, velhas práticas. 2016. 71 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Serviço Social) - Escola de Serviço Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/11009-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPolítica socialpt_BR
dc.subjectAssistência socialpt_BR
dc.subjectFamíliapt_BR
dc.titleO acompanhamento familiar na política de assistência: nova institucionalidade, velhas práticaspt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2485201582418851pt_BR
dc.description.resumoO presente trabalho se propõe uma reflexão sobre a proposta e operacionalização do acompanhamento familiar na política de assistência social. Medida que se configura como um espaço de reflexão conjunta entre técnicos e usuários, voltado para a transformação positiva de relações sociais, familiares e comunitárias. Nossa hipótese é que neste processo existe um terreno fértil para práticas de disciplinamento e controle dos sujeitos, como indica, por exemplo, a priorização para o acompanhamento de famílias em descumprimento de condicionalidades ou contrapartidas do Bolsa Família. Entendemos que tal orientação valoriza práticas fiscalizadoras em detrimento do suporte a processos emancipatórios e de conquista da autonomia. Além disso, o acompanhamento prevê contatos frequentes e regulares com os usuários através de visitas domiciliares e encontros denominados socioeducativos, que acabam por representar mais uma obrigação a que se submetem as famílias extremamente pobres para recebimento de benefício. Nesse sentido, cabe confrontar princípios e conceitos como os de proteção, bem-estar e emancipação social à luz das práticas adotadas pelos equipamentos da assistência social. Pretendemos, com isso, apresentar uma pesquisa qualitativa, que faz uso tanto de análise documental, quanto de pesquisa de campo, esta última realizada no âmbito da extensão através de assessorias prestadas aos municípios de Quatis, Cabo Frio e São Pedro da Aldeia, sendo o último utilizado como estudo de caso e fonte de dados para sustentação de nossas hipóteses.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Serviço Socialpt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL::SERVICO SOCIAL APLICADOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SMoreira.pdf885,83 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.